Rádio Observador

Festivais

Festival dos Espaços dos Artistas de Lisboa abre com 29 exposições

O Festival dos Espaços dos Artistas de Lisboa, de entrada gratuita, irá apresentar entre esta terça-feira e sábado exposições com obras de 144 artistas em várias zonas da área urbana de Lisboa.

O Festival dos Espaços dos Artistas de Lisboa é uma iniciativa dedicada aos espaços dos artistas e realidades independentes, que abrem simultaneamente com projetos inéditos, performances e eventos, segundo a organização

Manuel Almeida/LUSA

O Festival dos Espaços dos Artistas de Lisboa (FEA) apresenta entre esta terça-feira e sábado, um programa de 29 exposições com obras de 144 artistas portugueses e estrangeiros, em 27 espaços independentes.

Em segunda edição, o festival, de entrada gratuita, com direção artística de Rebecca Moccia, irá apresentar as exposições em várias zonas da área urbana de Lisboa, de acordo com a organização.

Artistas como Ana Perez-Quiroga, Fernanda Fragateiro, Gabriela Albergaria, Hector Zamora, Jorge Queiroz, Miguel Palma, Rui Calçada Bastos e Tiago Miranda, Adrien Missika, Marilá Dardot, Noé Sendas, Tatiana Macedo ou Filipa César vão mostrar o seu trabalho em espaços alternativos.

Entre esses espaços estão a Porta 14, a Nanogaleria, Las Palmas, Zaratan, Aposentadoria, Belo Campo, Hangar, e ateliês de artistas, como o de Paulo Arraino e João Paulo Serafim, Bruno Castro Santos, Marta Sampaio Soares e Joana Rufino, Alexandre Camarão e Bernardo Simões Correia.

O programa do FEA inclui também o trabalho de artistas emergentes como Louis Heilbronn, Inês Brites, Primeira Desordem, Catarina de Oliveira, Gioia di Girolamo, Pedro Cabrita Paiva, David Gonçalves, Clara Imbert, Michael Bennett, Giorgio Cellini, Inês Teles, Teresa Braula Reis, Mauro Ventura, Carolina Pimenta, e André Trindade.

O Festival dos Espaços dos Artistas de Lisboa é uma iniciativa dedicada aos espaços dos artistas e realidades independentes, que abrem simultaneamente com projetos inéditos, performances e eventos, segundo a organização.

Este projeto – iniciativa de artistas produzida pela BeAdvisors – pretende também incentivar os artistas a envolverem-se com outros artistas para desenvolver arte em Lisboa “de forma colaborativa e não competitiva”.

Durante o FEA vão ser organizadas três visitas guiadas gratuitas pelo CATL (Contemporary Art Tours Lisbon) para dar a conhecer as exposições gratuitas.

O FEA inclui no seu programa a atribuição de dois prémios: a Revista Umbigo, ´media partner´ do festival, vai eleger um artista para um projeto ´online´ da revista; e o prémio para Melhor Artista Emergente atribuído pelo Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)