Um homem não identificado entrou ilegalmente durante a noite na histórica Torre de Londres e caminhou no interior do monumento que guarda as famosas Joias da Coroa do Reino Unido, noticia esta terça-feira a Sky News.

De acordo com a polícia, o homem foi visto nas imediações do monumento na noite de 6 de abril às 22h50, horas depois da Torre de Londres ter terminado as visitas. O homem foi abordado por seguranças do edifício mas conseguiu escapar. Foi visto pela última vez a descer em direção à margem do Rio Tamisa, que fica perto do local.

A polícia já emitiu um alerta e pede a quem reconhecer o indivíduo para contactar as autoridades. Até ao momento, não há registo de qualquer detenção, segundo a Sky News.

A Torre de Londres é casa das Joias da Coroa, conjunto de preciosidades, mantos e outros artigos utilizados por reis e rainhas ao longo da História avaliado entre 3 a 5 mil milhões de libras (cerca de 3,4 a 5,7 mil milhões de euros). A tradição de guardar as Joias da Coroa na Torre de Londres terá começado no reinado de Henrique III (1216–1272). Entre os artigos, destaca-se a Imperial State Crown, coroa real de 1937 e atualmente utilizada pela Rainha Elisabete II.

O histórico castelo que se ergue nas margens do Rio Tamisa, bem no centro de Londres, começou a ser construído no final do ano 1066. O monumento foi utilizado como residência real, museu, forte e, até 1952, como prisão. Hoje, é um dos mais famosos monumentos históricos do mundo, tendo sido visitado em 2018 por mais de dois milhões de pessoas.