A startup portuguesa Scytale foi comprada pela multinacional Uphold, que detém uma plataforma aberta de dinheiro digital a funcionar em mais de 184 mercados, anunciou a empresa esta terça-feira em comunicado. O valor da operação não foi divulgado.

Com esta aquisição, a empresa norte-americana reforça a sua equipa de engenharia instalada em Braga e Nuno Ferreira, ex-CEP da Scytale, fica agora como responsável pela área de engenharia da Uphold.

“Este é um grande desafio para a nossa equipa. Há muito tempo que sentíamos que era preciso reforçar o nosso trabalho de consultoria. Vamos construir, implementar e melhorar continuamente soluções para um negócio global”, afirmou o responsável em comunicado.

A Scytale foi fundada em Braga, em 2011, por três alunos da universidade do Minho, e dedica-se ao desenvolvimento de produtos
digitais feitos por medida. Contava, no momento da aquisição, com uma equipa de aproximadamente 20 pessoas e uma das indústrias onde mais atuava era a de tecnologia financeira.

Nuno Ferreira sublinha que o facto de a Uphold estar presente em mais de 184 países faz com que a Scytale consiga “fazer parte da história”. Tiago Ribeiro, corresponsável pela tecnologia da Uphold garante que o objetivo passa por “tornar as transações financeiras perfeitas, fáceis e acessíveis aos clientes, sendo o apoio da equipa da Scytale essencial para a concretização desses objetivos, graças às soluções que já trabalham”.

A plataforma Uphold garante o acesso a uma ampla gama de moedas e investimentos disponíveis num só lugar e é a única empresa a publicar em tempo real o volume das reservas. Conta com escritórios em São Francisco, Nova Iorque, Portugal, Londres e Cidade do México e esta terça-feira fez também uma parceria com a startup portuguesa Utrust.