Rádio Observador

Moda

Google e Stella McCartney juntos em projeto piloto por uma moda mais sustentável

É uma das notícias saídas da Cimeira da Moda em Copenhaga. A Google vai unir-se à marca Stella McCartney com um sistema que promete reduzir o impacto ambiental de uma das indústria mais poluentes.

Stella lançou a sua marca, homónima, em 2001, numa parceria com o aglomerado de luxo Kering © Getty Images

AFP/Getty Images

Não é novidade que a pegada ambiental gerada pela indústria da moda é gigantesca, o equivalente a dizer zero trendy. Em jeito de antecipação da Copenhagen Fashion Summit, que decorre na capital dinamarquesa, a Monocle voltou a por o dedo na ferida recordando os números que obrigam a repensar e discutir com urgência máxima a questão da sustentabilidade do setor. “Por volta de 2030, 102 milhões de toneladas de roupa serão produzidos por ano e estima-se que 81% dessas roupas acabarão no lixo”, descreve a publicação.

Um dos principais desafios das marcas encontra-se a montante de todo o processo, ao nível dos fornecedores — na prática existe uma falha de informação que compromete o sistema, e é aqui que o gigante tecnológico Google entrará em ação.

Da cimeira sai a notícia de que a empresa está a desenvolver um sistema piloto que permitirá dar às marcas uma visão global mais eficiente das suas cadeias de produção, sobretudo quando falamos das matérias-primas no seu estado mais bruto. É nesta fase que se assinalam os valores mais alarmantes, com o setor a ser responsável por 20% do desperdício de água  e 10% das emissões de carbono no mundo.

Uma criação Stella McCartney saída do desfile outono-inverno 2019/2020, em março deste ano © Philippe Lopez / AFP/ Getty Images.

O projeto será desenvolvido em parceria com a marca eco Stella McCartney, conhecido que é o foco da designer britânica na pasta da sustentabilidade no que toca ao mercado de luxo. De acordo com a Harper’s Bazaar, “a ferramenta da Google usará um algoritmo de análise de dados para compilar a informação” de forma a obter valores concretos que orientem o resto da indústria. O modelo piloto começará a analisar matérias como o algodão e a viscose, eleitos dada a sua escala de produção e o nível de impacto.

No final, o objetivo é que com a informação do seu lado as marcas possam decidir de forma mais consciente e eleger as práticas mais sustentáveis.

O evento de 2019 conta com a participação de alguns oradores-chave, casos do empresário francês François-Henri Pinault, o CEO da Kering e presidente do grupo de luxo Artémis, e de John Hoke, responsável pelo design da popular Nike, e dificilmente poderá deixar de fora da agenda a questão da economia circular e como aumentar a respetiva escala quando falamos do universo da moda.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mrsilva@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)