Futebol

Sérgio Conceição “pegado” com adepto após expulsão do filho Rodrigo no clássico de juniores

241

A assistir ao clássico de juniores, Sérgio Conceição não gostou dos insultos ao filho Rodrigo, avançado do Benfica, quando foi expulso e seguia para o balneário, tendo pedido satisfações a um adepto.

Sérgio Conceição assistiu ao clássico de juniores no Olival de pé numa das bancadas, de onde ouviu os insultos ao filho Rodrigo

A velha expressão popular do “filho de peixe sabe nadar” aplica-se na perfeição aos filhos de Sérgio Conceição – pelo menos aos quatro com idade de jogarem futebol. No entanto, e apesar da reconhecida simpatia do treinador pelo FC Porto, apenas dois passaram pela formação dos azuis e brancos: Moisés, avançado de 18 anos dos juniores do Feirense que esteve no Olival quando era juvenil, e Francisco, ala de 16 anos que chegou esta temporada ao clube vindo do Padroense. Esta tarde, era Rodrigo, de 19 anos, que estava em campo com a camisola do Benfica. E foi um dos protagonistas do clássico.

Internacional nas camadas jovens, o avançado inaugurou o marcador logo aos três minutos num grande golo sem hipóteses para o guarda-redes Francisco Meixedo, viu o primeiro amarelo em cima do intervalo, esteve na jogada que originou o segundo golo dos encarnados de grande penalidade (Tiago Dantas) após um erro crasso do número dos azuis e brancos e acabou por ser expulso por acumulação a cerca de meia hora do fim do clássico. Foi nessa altura que os ânimos se exaltaram no Olival.

Sérgio Conceição, que estava a ver o jogo na parte de cima de uma das bancadas em pé (Pinto da Costa, tal como Adelino Caldeira, Reinaldo Teles, o antigo goleador e hoje responsável pelas Relações Externas Fernando Gomes ou o médico da equipa principal Nélson Puga, ex-campeão de voleibol pelos azuis e brancos, estavam na zona da tribuna), não gostou de ouvir os insultos por parte de um adepto ao seu filho quando se encaminhava para a zona dos balneários e foi abordar esse mesmo adepto, descendo as escadas para uma conversa de ânimos exaltados, como mostram as imagens do jornal Record. Sérgio Conceição, irmão de Rodrigo e filho mais velho do treinador que joga no Desp. Chaves também mostrou o seu desagrado, como conta O Jogo.

Rodrigo chegou ao Benfica ainda com a época 2014/15 em curso, quando era iniciado, vindo do Boavista, tendo já assinado contrato profissional com os encarnados. Antes, o avançado tinha passado por Belenenses, Olhanense, Imortal e Anadia. Já Sérgio, o filho mais velho (22 anos), chegou a jogar na formação dos gregos do PAOK e dos belgas do Standard Liège quando o pai ainda estava no ativo como jogador, representando depois Olhanense, Imortal, Académica, Boavista e Varzim até aos juniores – como sénior passou por Felgueiras, Sobrado, Oliveira do Bairro, Sp. Espinho, Cesarense e Desp. Chaves B. A título de curiosidade, e se Moisés esteve no FC Porto como juvenil, Francisco, o mais novo entre os que estão no futebol, sagrou-se campeão de iniciados ao serviço do Sporting, onde esteve desde a altura do Polo Universitário (10 anos) até 2017.

De referir que o Benfica venceu esta tarde o FC Porto, que fez história esta temporada ao sagrar-se campeão da Youth League, por 2-1 no Olival, passando assim a liderar o Campeonato com mais um ponto do que os dragões quando faltam três jornadas para o fim do Campeonato Nacional de juniores, naquela que foi a primeira derrota dos azuis e brancos nesta fase final.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)