Aviação

Boeing. Áudio revela que pilotos não sabiam de sistema que terá feito cair aviões

115

Uma conversa entre pilotos da American Airlines e um responsável da Boeing revela que os pilotos desconheciam o sistema que terá causado acidentes. Empresa assume que escondeu informação.

JUSTIN LANE/EPA

Os pilotos da American Airlines confrontaram um administrador da Boeing sobre o sistema automático suspeito de ter causado a queda de dois aviões, primeiro na Indonésia, depois na Etiópia, que mataram no total 346 pessoas. A conversa registada em áudio, conseguida pelos jornalistas da televisão norte-americana CBS, mostra que a construtora aeronáutica preferiu não avisar os pilotos sobre a existência nos aviões 737 MAX 8 do software que deveria corrigir o “nariz” do aparelho.

Segundo a CBS, no áudio captado em novembro de 2018, semanas depois do primeiro acidente, é possível ouvir os sindicalistas da American Airlines pressionar um responsável da Boeing sobre o polémico sistema. Só quatro meses depois haveria o segundo acidente.

“Este pessoal nem sequer sabia que o maldito sistema estava no avião”, disse um dos pilotos. Mas o vice-presidente da Boeing, Mike Sinnett, desvalorizou: “Não sei se perceber este sistema mudaria o que se passou. Num milhão de milhas, talvez voem uma vez com este avião, talvez vejam isto uma só vez. Por isso, tentamos não sobrecarregar as tripulações com informação desnecessária, para que conheçam a informação que consideramos importante”, respondeu o responsável.

A Boeing disse ainda na altura que queria fazer alterações ao software, mas “sem apressar e sem fazer um trabalho de baixa qualidade”. A solução estava ainda em desenvolvimento quando se verificou o segundo acidente, na Etiópia, em março.

Já este mês, segundo a CNN, ficou claro num comunicado que a Boeing tinha conhecimento das dificuldades nos aviões 737 MAX 8 antes ainda do primeiro acidente, na Indonésia, mas não resolveu o problema.

A empresa tem sido alvo de críticas por não revelar como é que funciona o novo sistema de estabilização dos aviões MAX 8. Criado para corrigir a posição do nariz dos aviões, o software tinha um erro que fez os pilotos receberem leituras erradas do sensor. As tripulações acabaram por perder o controlo sobre os aparelhos. No primeiro acidente, em outubro do ano passado, um avião da companhia Lion Air caiu na Indonésia e provocou 189 mortos. Quatro meses depois, um aparelho da Ethiopian Airlines despenhou-se na Etiópia, matando 157 pessoas.

Neste momento, está aberto um inquérito ao papel do regulador da aviação americana na certificação dos aviões.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)