Lovely Acosta Baruelo, uma filipina de 26 anos, terá sido presa a uma árvore como forma de castigo por alegadamente ter deixado móveis de grande valor na rua. A mulher trabalhava como empregada doméstica para uma família da Arábia Saudita, tendo o castigo servido para que percebesse quais eram os efeitos de permanecer várias horas ao sol, conta o ABC.

O ato foi registado por um outro empregado da família que fotografou a mulher de mãos e pés atados e fez chegar as imagens ao Departamento de Assuntos Externos das Filipinas (DAEF), que pôs em andamento uma investigação.

De acordo com o DAEF, Lovely Acosta Baruelo foi repatriada para as Filipinas a 9 de maio, o mesmo dia em que recebeu a denúncia de maus tratos.

Já no seu país de origem, Baruelo agradeceu a todos os que a ajudaram. “Também quero pedir ajuda para os outros filipinos que me tiraram as fotos e que as fizeram chegar às autoridades. Eles ajudaram-me e temo pela sua segurança. Espero que também os consigam resgatar”, concluiu.