A poucos minutos do final do Benfica-Santa Clara, durante as substituições, dois atletas encarnados desfizeram-se em lágrimas. Ao entrar em campo para substituir  João Félix, Jonas não escondeu as emoções à margem do relvado do Estádio da Luz. Poucos minutos depois, Samaris também cedeu às lágrimas ao ser substituído por Taarabt.

Por detrás das lágrimas de Jonas estará mais que a reconquista do título pelo Benfica — 0 37º da história do clube, nesta que é a edição número 85 do torneio. Aos 35 anos, o atacante pode estar prestes a pendurar as botas, após cinco anos na equipa benfiquista.

Samaris também tem motivos para se ter emocionado no final da partida. A reforma ainda está longe para o jogador de 29 anos, mas foi com a entrada de Bruno Lage, o atual técnico benfiquista, que o médio grego viu uma oportunidade de mostrar o que vale em campo. Antes disso passou o início da temporada no banco.

Como diria Jorge Jesus, numa célebre conferência de imprensa quando era treinador do Benfica: ‘Tá a chorare?’.