A Polícia de Segurança Pública deteve sábado pelo menos 20 pessoas durante o jogo e os festejos do título de campeão português de futebol no estádio da Luz, segundo o porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP. A estas, somam-se as 37 pessoas que foram detidas durante os festejos no Marquês de Pombal, em Lisboa.

Em declarações à agência Lusa, André Oliveira Serra explicou, sem avançar números exatos, que foram detidas pelo menos 20 pessoas, a maioria por posse de artigos pirotécnicos na operação de segurança em torno do jogo entre o Benfica e o Santa Clara, incluindo nos festejos do título no final do desafio nas imediações do estádio da Luz.

Também no Marquês de Pombal a maioria das detenções foram por posse de artigos pirotécnicos.

De acordo com André Oliveira Serra, junto ao estádio vários adeptos arremessaram objetos contra a polícia, que, no entanto, nesta situação não teve necessidade de intervir.

Segundo André Oliveira Serra, ocorreram também algumas detenções por resistência e coação.

“Não houve registo de polícias feridos, houve alguns civis feridos, mas essa é uma contabilização que está a ser feita pelo INEM e ainda não está fechada”, acrescentou.

Mesmo assim, o porta-voz da PSP de Lisboa fez um balanço positivo da operação.

“Já se sabia que o recinto do Marquês ia ser fechado e que todos acessos iriam ser feitos por meio de revista. Todas as pessoas que aqui se deslocaram foram alvo de revista e os objetivos proibidos foram impedidos de entrar, tal como acontece no estádio”, frisou.

Este sábado, Sport Lisboa e Benfica venceu a I Liga de futebol, conquistando o seu 37º título de campeão nacional.