Tráfico de Droga

Brasil. Polícia apreende 364 quilos de cocaína que seriam enviados para a Europa

A droga foi encontrada em malas dentro de tambores industriais e contentores, num terminal portuário perto de Santos. Tinham como destino Roterdão, na Holanda, e Antuérpia, na Bélgica.

O terminal portuário de Santos é o maior do Brasil e é um local frequente de grandes apreensões de droga

André Kosters/LUSA

Agentes da Polícia Federal do Brasil anunciaram esta segunda-feira que encontraram 364 quilos de cocaína abandonada em contentores frigoríficos no porto de Santos, o maior do país, que seriam enviados para a Europa.

De acordo com um comunicado da polícia brasileira, parte da droga foi encontrada dentro de balões plásticos coloridos no setor de contentores refrigerados num terminal portuário no Guarujá, uma cidade vizinha de Santos, no litoral do estado de São Paulo.

Após a primeira apreensão, as equipas da Polícia Federal, da Receita Federal e da Polícia Marítima Especial (Nepom) encontraram o resto da cocaína em malas pretas introduzidas em tambores industriais que estavam para ser enviados para a cidade de Roterdão, na Holanda. As autoridades suspeitam que os traficantes ficaram a saber da presença da polícia e dos agentes alfandegários e deixaram o local.

De acordo com as primeiras informações da polícia brasileira, os proprietários da empresa responsável pelo transporte da mercadoria não sabiam que a droga havia sido infiltrada na carga.

A fiscalização aconteceu no sábado, também em Santos, numa operação conjunta em que foram apreendidos 329 quilos de cocaína que tinham como destino o porto de Antuérpia, na Bélgica.

No mês passado, as autoridades alfandegárias brasileiras apreenderam 1.165 quilos de cocaína num navio atracado em Santos, droga que também tinha como destino o porto da Antuérpia.

O terminal portuário de Santos, o maior do Brasil, é um local onde a polícia faz grandes apreensões de cocaína com frequência. Em 2018, com dados parciais até ao final de dezembro, as apreensões de droga encontradas em cargas de exportação que seriam destinadas principalmente à Europa ultrapassaram 23 mil toneladas. Esse saldo preliminar supera em muito todas as apreensões registadas em 2017 (11,5 mil toneladas), assim como as de 2016 (10,6 mil toneladas).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)