Um juiz de instrução criminal no Tribunal Judicial do Porto aplicou esta segunda-feira prisão preventiva a um homem de 81 anos suspeito de injuriar, ameaçar e agredir a mulher durante cerca de seis décadas, anunciou a GNR.

Em comunicado, a GNR refere que, na sequência de uma investigação por violência doméstica, apurou que o suspeito, “há cerca de 60 anos, de forma reiterada, injuriava, ameaçava e agredia fisicamente a vítima, sua esposa, de 78 anos, na localidade de Arcozelo”, concelho de Vila Nova de Gaia.

Acrescenta que o suspeito, nos últimos anos, “desenvolveu um quadro de demência, tornando-se mais perigoso para a vítima e para a sua própria pessoa, tendo chegado a provocar um incêndio na habitação”.

O homem foi esta segunda-feira detido pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas do Porto (NIAVE) do Comando Territorial do Porto, apoiados pelo Destacamento de Intervenção do Porto, no cumprimento de um mandado de detenção. Presente ao Tribunal Judicial do Porto, foi-lhe aplicada prisão preventiva, a medida gravosa das medidas de coação.

Foi conduzido ao Estabelecimento Prisional do Porto, onde ficará a aguardar julgamento.