Estados Unidos da América

Centenas de pessoas protestam junto ao Supremo dos EUA contra leis antiaborto

Centenas de pessoas protestaram junto ao Supremo Tribunal dos Estados Unidos contra as leis antiaborto aprovadas este ano em vários estados norte-americanos.

SHAWN THEW/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Centenas de pessoas protestaram esta terça-feira junto ao Supremo Tribunal dos Estados Unidos contra as leis antiaborto aprovadas este ano em vários Estados e para defender a decisão deste tribunal, que em 1973 legalizou a interrupção voluntária da gravidez.

Vários potenciais candidatos democratas às eleições presidenciais em 2020, como Bernie Sanders, Pete Buttigieg, Amy Klobuchar, Kirsten Gillibrand e Cory Booker, participaram na manifestação junto ao Supremo Tribunal, em Washington, uma das cerca de 350 iniciativas realizadas em todo o país sob o lema “Parem com os vetos ao aborto”.

Esta iniciativa surgiu depois da aprovação de uma lei estatal no Alabama que proíbe o aborto em praticamente todos os casos, sem considerar exceções para violações ou casos de incesto, ameaçando com prisão perpétua os médicos que os praticarem.

Também em Kentucky, Mississippi, Ohio e Geórgia foram aprovadas leis que proíbem o aborto depois de ser detetado o batimento cardíaco do feto, algo que pode ocorrer durante a sexta semana de gravidez.

Apesar destas medidas ainda não terem entrado em vigor e de alguns casos estarem já em tribunal, os ativistas temem que, caso cheguem ao Supremo Tribunal, de maioria conservadora, este possa enfraquecer a decisão que legalizou o aborto há 45 anos, conhecida como “Roe contra Wade”.

“O direito de uma mulher controlar o seu próprio corpo é um direito constitucional fundamental e devemos fazer tudo para o defender”, disse Bernie Sanders durante o protesto.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Desigualdade

Estudar é para todos?

José Ferreira Gomes

Todos os jovens merecem igual consideração e há que evitar oferecer diplomas sem valor futuro no mercado de trabalho. O facilitismo só vem prejudicar os jovens, em especial os socialmente mais frágeis

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)