Sindicatos

Sindicato dos Jornalistas condena agressão a equipa da CMTV nos festejos do Benfica

Segundo o sindicato, "um dos adeptos, que aparentava estar embriagado, começou por dizer ao repórter de imagem que não gostava da CMTV" tendo, de seguida, dado um soco ao operador de câmara.

O comunicado realça que, "na sequência da queda, a câmara de filmar, com custo estimada em 10 mil euros, ficou danificada"

ANDRE KOSTERS/LUSA

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) condenou esta quarta-feira a agressão que uma equipa da CMTV foi vítima no sábado, no Funchal, por ocasião dos festejos do Benfica que naquele dia conquistou o título de campeão português de futebol.

“No passado sábado o repórter de imagem Miguel Lira, ao serviço do canal de Televisão Correio da Manhã TV, foi agredido, a soco e a pontapé, na Avenida do Mar, durante os festejos do Benfica”, refere, em comunicado, o SJ.

No decorrer da reportagem da equipa da CMTV, “um dos adeptos, que aparentava estar embriagado, começou por dizer ao repórter de imagem que não gostava da CMTV e, na sequência disso, usou palavras ofensivas acabando por dar um soco no operador de câmara, fazendo-o cair no chão”.

O comunicado realça que, “na sequência da queda, a câmara de filmar, com custo estimada em 10 mil euros, ficou danificada. O agressor ainda tentou retirar o microfone ao jornalista acompanhado pelo repórter de imagem e atirá-lo para o chão, mas foi impedido por um homem que defendeu os dois profissionais da CMTV”.

O SJ adianta que “o repórter do canal de televisão teve de receber tratamento hospitalar no serviço de urgência do Hospital Dr. Nélio Mendonça no Funchal” e que a PSP foi chamada ao local e “transportou o alegado agressor para a Esquadra onde foi identificado”.

“O Sindicato dos Jornalistas (SJ) condena energicamente esta ação de violência contra jornalistas no exercício da sua atividade profissional e esta tentativa de obstrução ao exercício dos direitos de informar e ser informado consagrados na Constituição e na lei”, realça.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Serviço Nacional de Saúde

Conversa da obstreta /premium

José Diogo Quintela

Como é que Costa acha que vão reagir os condutores de ambulâncias quando começarem a ser agredidos por grávidas irritadas, às voltas em Lisboa à procura da urgência que calha estar aberta naquele dia?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)