Observador

Observador celebra quinto aniversário com uma revista e dois livros inéditos

Já começa a ser uma tradição do mês de maio, mas este ano vem com brinde especial: a revista de quinto aniversário do Observador oferece dois livros inéditos à escolha. Por apenas 5,90 euros.

Autor
  • João Miguel Tavares

Maio é o mês das cerejas e da revista de Aniversário do Observador – nas bancas já se encontra o best of anual que reúne os melhores artigos que foram escritos entre maio de 2018 e abril de 2019. O Observador publica mais de uma centena de textos todos os dias, e fazer esta seleção premium é, em boa medida, um trabalho de garimpagem, que consiste em escolher as pepitas mais reluzentes entre 40.000 artigos anuais, para os colocar, devidamente atualizados, numa revista de luxo de 144 páginas.

Neste número especial dos cinco anos há um pouco de tudo: investigações do Observador que marcaram a atualidade nacional (como os abusos na Igreja Católica portuguesa, a rede de empresas de militantes do PCP que faz negócio com câmaras comunistas ou o famoso Familygate); entrevistas de vida (a Alexandre Soares dos Santos ou ao crítico de vinhos João Paulo Martins); trabalhos de fundo sobre a sociedade portuguesa (como os pais que optaram pelo ensino doméstico); ensaios históricos (Rui Ramos sobre a Monarquia do Norte); ensaios literários (Bruno Vieira Amaral sobre os 50 anos do livro O Delfim); artigos sobre Desporto (os 60 anos de Chalana), Cultura (a biografia desaparecida de Fernando Pessoa) ou Lifestyle (os melhores restaurantes que abriram no último ano).

Há ainda artigos de opinião de Miguel Pinheiro, José Manuel Fernandes, Rui Ramos, Alberto Gonçalves, José Diogo Quintela, Maria João Avillez, Alexandre Homem Cristo, Luís Rosa, Laurinda Alves, Manuel Villaverde Cabral, João Pedro Marques e Luís Filipe Thomaz. A Observador – Especial Aniversário é uma revista para ler (demoradamente) e guardar na estante, enquanto retrato privilegiado de algum do melhor jornalismo que foi sendo produzido em Portugal ao longo do último ano.

Mas porque cinco anos não se fazem todos os dias, neste aniversário decidimos ser ainda mais ambiciosos e preparar um presente muito especial para os leitores do Observador: dois livros inéditos, criados especialmente para esta data, que serão distribuídos de forma gratuita. Com a compra da revista (custa 5,90 euros) será possível levar para casa, como oferta, um destes dois títulos: Como Garantir que Portugal Ficará Pobre para Sempre, de José Manuel Fernandes, e A Conspiração Oligárquica, de Rui Ramos.

Com a nova revista Observador vem um livro de José Manuel Fernandes e outro de Rui Ramos. É escolher um deles e levar à borla para casa

Os dois fundadores e principais colunistas do Observador reúnem as suas melhores crónicas dos últimos anos, em livros de 176 páginas. Agora podem ser adquiridos gratuitamente; em setembro só poderão ser encontrados nas livrarias.

Tanto estes dois livros (com capas da ilustradora Carolina Celas) como a revista (ilustração de capa de Henrique Monteiro) são uma edição da Cinco Um Zero, empresa que foi criada este ano para a exploração de projetos em papel. A coordenação editorial das revistas e dos livros coube a João Miguel Tavares. O design esteve, como sempre, a cargo de Luís Alexandre, da Silvadesigners.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Observador

Um esclarecimento necessário

Observador
232

José Manuel Fernandes, publisher do Observador, recorda e reafirma os princípios e os valores do Observador, expressos no Estatuto Editorial, a propósito da polémica suscitada por um texto de opinião.

Política

Eleições à vista

José Couceiro da Costa

Hoje, com a velocidade da informação, o que releva são as causas, tão voláteis como as opiniões da sociedade civil. O modus operandi da política do séc. XX está morto. A ordem natural está invertida.

Crónica

Portugal, país-slime /premium

Helena Matos
703

Estão a ver aquela massa viscosa com que as crianças se entretêm? O slime, claro. Portugal está a tornar-se num país-slime, onde os valores são moldados a gosto e a responsabilidade não  existe.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)