Taça de Portugal

Keizer fala num jogo “importante e especial” onde vai contar com Wendel, “que cometeu um erro, já resolvido”

Marcel Keizer afirmou esta sexta-feira que o Sporting "está preparado" para a final da Taça de Portugal de futebol, diante do FC Porto, e considerou esta uma partida "importante e especial".

Marcel Keizer venceu FC Porto na final da Taça da Liga mas considera que jogo no Jamor será diferente daquele que foi realizado em Braga

NUNO FOX/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O treinador holandês Marcel Keizer afirmou esta sexta-feira que o Sporting “está preparado” para a final da Taça de Portugal de futebol diante do FC Porto e considerou esta uma partida “importante e especial”.

“É um jogo muito importante, já jogámos outros importantes, mas este é especial. Os jogadores gostam deste tipo de jogos, com muita pressão envolvida. A equipa está preparada”, afirmou.

O técnico holandês perspetivou um jogo diferente da final da Taça da Liga, que também opôs as duas formações, e terminou com a vitória dos ‘leões’ nas grandes penalidades, e afirmou que uma possível decisão por penáltis foi bem preparada.

“É a nossa segunda final com o FC Porto, vai ser um jogo diferente. Podemos esperar duas equipas que vão dar tudo o que têm para ganhar. Preparámo-nos para este jogo, inclusive para um possível desempate por grandes penalidades”, sublinhou.

Em relação às ausências de Borja e Ristovski, por castigo, Marcel Keizer não se mostrou preocupado e assegurou que será “uma boa oportunidade” para outros jogadores, e revelou que Wendel está preparado para ir a jogo, após ter sido ‘apanhado’ a conduzir sem carta de condução.

“Não temos Borja e Ristovski, mas é uma boa oportunidade para outros jogadores. Wendel está preparado para jogar amanhã (sábado). Cometeu um erro, já está resolvido, e está pronto para o jogo”, garantiu.

O Sporting defronta o FC Porto na final da Taça de Portugal de futebol, no sábado, em jogo que se realiza no Estádio Nacional, em Oeiras, com início às 17h15.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Desigualdade

Estudar é para todos?

José Ferreira Gomes

Todos os jovens merecem igual consideração e há que evitar oferecer diplomas sem valor futuro no mercado de trabalho. O facilitismo só vem prejudicar os jovens, em especial os socialmente mais frágeis

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)