A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) deteve dez pessoas por “especulação de bilhetes” para o jogo da final da Taça de Portugal em futebol, entre Sporting e FC Porto, que decorre este sábado no Estádio do Jamor. Por sua vez, a Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve 33 pessoas até ao início do encontro.

“Temos 33 detidos, 31 deles por posse de artefacto pirotécnico, um por posse de estupefacientes e outro por uma questão de trânsito”, disse a subintendente da PSP Ana Carvalho, que alertou que este número ainda pode aumentar.

Já a ASAE, em comunicado, informa que desencadeou uma operação de fiscalização, através da Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal, que culminou com detenções, “em flagrante delito, em Matosinhos, Cascais, Almada e Oeiras”. Os dez detidos foram identificados e constituídos arguidos, com termo de identidade e residência, indica a ASAE.

Os “20 bilhetes” apreendidos, à venda através da internet e nas imediações do estádio, atingiam “valores de lucro de 900%” sobre o valor oficial, precisa a autoridade inspetiva. Em resultado, a ASAE instaurou “nove processos-crime pela prática de especulação na forma tentada e venda irregular de bilhetes”. A venda de bilhetes acima do seu valor oficial constitui um crime punido com pena de prisão até três anos, recorda a ASAE.