Centenas de “coletes amarelos” participaram este domingo numa manifestação não autorizada no centro de Bruxelas, Bélgica, organizada no dia em que decorrem eleições regionais, federais e para o Parlamento Europeu, e durante a qual foram causados estragos no mobiliário urbano.

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, a polícia teve de intervir na Estação do Norte de Bruxelas, capital da Bélgica, para conter a manifestação, convocada há algumas semanas através das redes sociais, mas para a qual os organizadores não pediram autorização.

Enquanto um grupo de manifestantes foi retido na Estação do Norte pela polícia, outro, composto por cerca de 250 “coletes amarelos”, dirigiu-se para o centro da cidade, destruindo mobiliário urbano à sua passagem. A polícia deteve vários participantes na manifestação que invadiram uma loja perto da Grand-Place de Bruxelas.

Cerca de oito milhões de eleitores são hoje chamados a votar na Bélgica, para um triplo escrutínio: eleições regionais, federais e europeias. O voto, que é obrigatório no país, servirá para eleger os 484 deputados para seis parlamentos.