O PS quase atingia o pleno nos 18 distritos de Portugal continental: o continente está pintado a rosa e o único a destoar é Vila Real. O distrito a norte mantém a vitória do PSD, embora por menos de dois pontos percentuais. O PSD venceu em Vila Real com 35,8% dos votos dos eleitores portugueses e, logo atrás, o PS conquistou 34,1%. Nas últimas Eleições Europeias, em 2014, a diferença entre os dois era de mais de 4% (PSD: 39,3%; PS: 35,0%).

A sul, a CDU perdeu os distritos de Beja e Setúbal, que acrescentavam a terceira cor ao mapa do país em 2014. Os dois distritos contribuíram, nestas eleições, para que o PS leve para o Parlamento Europeu nove eurodeputados, com a vitória dos socialistas em Setúbal (34,8%) e em Beja (36,6%). Nos dois distritos o Bloco de Esquerda duplicou os votos que recebeu, quando comparados os números das duas eleições. Em Setúbal passou de 6,0% para 11,9% e em Beja, a diferença é ainda mais expressiva de 3,4%, em 2014, para 8,9%.

Nos açores, as vitórias em três concelhos (Velas, Calheta de S. Jorge e Madalena) do PSD em 2014 deram lugar a vitórias do PS. Em todos os grupos do arquipélago a vitória sorriu aos socialistas e a cor é, agora, só uma: rosa.

Só a Madeira continua a surgir pintada a laranja. Ali, o PS vence ao PSD apenas Porto Moniz e Machico (que em 2014 era dos sociais-democratas). Na ilha de Porto Santo, o PSD conseguiu ganhar ao PS por apenas um voto (PSD – 639; PS – 638), quando em 2014 o PS tinha conquistado 38,7% das intenções de voto e o PSD 27,1%.

Resultados e mapa completos das eleições europeias 2019