Rádio Observador

BMW

Esqueça a tracção atrás! Série 1 põe (quase) tudo à frente

Mais curto, mas mais largo e mais alto, o novo BMW Série 1 exibe um design com rasgos de desportividade. Porém, perde a sua principal característica distintiva: a tracção traseira. Chega em Setembro.

“Para grandes males, grandes remédios.” Pode ser esta a lógica por detrás da radical mudança operada pela BMW na terceira geração do seu compacto. O Série 1 nunca conseguiu singrar nas vendas a ponto de ofuscar o Mercedes Classe A e agora surge com uma filosofia completamente distinta, desde logo por perder aquilo que diferenciava a sua condução: a tracção traseira. A potência é sempre transmitida às rodas da frente, excepto nas duas versões mais potentes, a M135i xDrive e a 120d xDrive, que usufruem de tracção integral. Já o facto de se apresentar exclusivamente com cinco portas não surpreende, atendendo a que os três portas têm há algum tempo morte anunciada, devido à contínua queda na procura.

A chamada geração F20 fica para trás e ponto final. No seu lugar surge a F40, que procura iniciar um novo capítulo na história do compacto alemão. Uma história que, de certa forma, nos leva até ao Oriente, pois o hatchback recorre à mesma arquitectura que já está ao serviço do Série 1 Sedan feito na China. Montado sobre a FAAR, uma evolução da plataforma UKL2, o novo Série 1 mede 4,319 m de comprimento, 1,799 m de largura, 1,434 m de altura, sendo a distância entre eixos exactamente a mesma do sedan chinês (2,670 m). Significa isto que, face ao modelo que vem substituir, o novo Série 1 está mais curto (-5 mm), mas mais largo (+34 mm) e mais alto (+13 mm). Segundo a marca, as novas medidas – incluindo a perda de 20 mm na distância entre eixos (antes era de 2,690 m) – em nada prejudicam a habitabilidade, com a BMW a referir inclusivamente que são os passageiros dos bancos de trás os mais beneficiados nesta nova geração, designadamente com mais 33 mm no espaço para acomodar as pernas e 19 mm na altura.

Esteticamente, a nova imagem do compacto resulta atractiva, com rasgos de desportividade e, de certa forma, um estilo que convoca o desenho do X2, o que é particularmente evidente na frente volumosa, com uma grelha de maiores dimensões e nos faróis esguios que remetem para o crossover. Mas esse contágio das formas SUV também se encontra na linha de cintura, que se vai elevando em direcção ao pilar C. Atrás, salta à vista o enorme portão da bagageira que facilita o acesso à mala, sendo que esta, por sua vez, vê a sua capacidade aumentar para valores iguais aos do Volkswagen Golf ou Audi A3 Sportback. A volumetria sem o rebatimento de bancos cifra-se agora nos 380 litros, mais 20 que na geração precedente e um pouco mais que o Mercedes Classe A.

Oferecendo ao cliente a hipótese de escolher entre quatro linhas de equipamento (Advantage, Sport Line, Luxury Line e ainda M Sport), o interior do novo Série 1 dá um salto não só em espaço como em sofisticação. O “apelo” tecnológico é evidente, desde logo por contar com um novo ecrã para o sistema multimédia e o painel de instrumentos Live Cockpit Professional, para além do head-up display a cores, opcional disponível pela primeira vez no compacto germânico.

Mas é sob o capot que se desvendam os maiores “segredos” do novo Série 1, cujo lançamento no mercado ocorrerá a 28 de Setembro, logo após a aparição no Salão de Frankfurt. Antes disso, a BMW promete revelar novos detalhes acerca deste modelo num evento em Munique, no final de Junho. Contudo, é já certo que o Série 1 vai chegar aos concessionários com três motores a gasóleo (116d de 116 cv, 118d de 150 cv e 120d xDrive de 190 cv) e dois a gasolina (118i de 140 cv e M135i xDrive de 306 cv), todos eles sobrealimentados com um turbocompressor de dupla entrada e dispostos em posição transversal, em vez de montados longitudinalmente como até agora acontecia. As motorizações menos possantes (116d e 118i) são três cilindros, com as restantes a serem de quatro. Quanto à caixa, há três possibilidades: manual de seis velocidades, automática de dupla embraiagem com sete relações ou automática de oito velocidades com conversor de binário.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: scarvalho@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)