Nota – Artigo atualizado às 18h24 com novas informações sobre os incêndios que obrigaram à interrupção da circulação na Linah do Norte

A circulação na Linha do Norte foi retomada às 17h49, depois de extintos quatro fogos no concelho de Azambuja e um no Cartaxo que impediam a passagem de comboios, informou a Infraestruturas de Portugal (IP).

“A circulação foi restabelecida às 17h49 e está a ser feita com marcha à vista entre Azambuja e Setil, a uma velocidade menor por precaução, para o caso de haver algum reacendimento”, disse à agência Lusa fonte da Infraestruturas de Portugal.

A circulação ligação ferroviária Linha do Norte, que conecta Lisboa ao Porto, esteve cortada devido a quatro incêndios, confirmou fonte do Comando Distrital das Operações de Socorro de Santarém ao Observador. Às 18h10, o estado dos incêndios oscilava entre os que estavam já extintos e os que estavam em “consolidação”. “Por precaução”, a circulação esteve interrompida. “Não há danos materiais” nem se registaram por ora quaisquer situações de alarme.

Uma outra fonte das operações de socorro já tinha adiantado ao Observador que o restabelecimento da rota não deveria tardar muito.

“A linha foi cortada às 16h45, por indicação da Proteção Civil, devido a um incêndio que está a ser combatido”, disse à agência Lusa fonte da Infraestruturas de Portugal. O primeiro alerta tinha sido dado às 16h17, apontou fonte do CDOS de Santarém ao Observador.

Estiveram parados quatro comboios, dois dos quais alfa-pendulares que estavam imóveis na linha, avançou a TVI. Na rede social Twitter, um utilizador afirmou estar “preso no vale de Santarém” por haver “um incêndio ao pé da linha de comboio”.