Uma mulher de 38 anos foi morta pelo ex-companheiro à porta de uma pastelaria em Amarante, avançou o Jornal de Notícias. Sónia Leite, de 38 anos, e o namorado, de 46, foram baleados dentro de uma carrinha estacionada à porta do estabelecimento — propriedade dessa segunda vítima, onde Sónia também trabalhava. Segundo o Correio da Manhã, na origem do crime está o ciúme que o homicida, um homem casado de 40 anos, nutria por Sónia, com quem tinha terminado um relacionamento há mais de ano.

Sónia Leite foi atingida no peito e acabou por morrer no Hospital de S. João, no Porto. A outra vítima mortal, Joaquim Vaz, dono da pastelaria onde os dois foram surpreendidos pelo homicida, foi baleado na cabeça e morreu imediatamente. Ao Correio da Manhã, Vítor Meireles, comandante dos Bombeiros da Lixa, confirmou que “a mulher foi transportada para o hospital, mas à chegada à unidade hospitalar a sua situação já tinha piorado” e que as duas vítimas “estavam junto à viatura”.

Uma testemunha disse ao Correio da Manhã que ouviu “dois ou três tiros” à hora de almoço de esta terça-feira. “Vim a correr, e eu e um vizinho vimos os dois na carrinha. Ele estava inanimado e a companheira, ao lado, também tinha sido alvejada. Só pode ter sido por ciúmes”, afirma. O paradeiro do homicida, um empresário de Felgueiras da área dos pneus, permanece desconhecida, mas as autoridades não descartam a possibilidade de se ter suicidado.

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar o caso.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR