Portugal deixou esta quinta-feira de ter competidores no Open da China de ténis de mesa, após o afastamento de João Geraldo e João Monteiro, em singulares, e da dupla João Monteiro/Tiago Apolónia em pares masculinos.

Em Shenzhen, numa competição que integra o circuito mundial, João Monteiro (201.º do ranking mundial) disputou uma partida muito competitiva com o germânico Timo Boll (7.º), que acabou com o resultado de 4-3 para Boll.

O olímpico português entrou a perder o primeiro set, mas conseguiu recuperar para 2-1. Timo Boll venceu os dois parciais seguintes e Monteiro conseguiu igualar a partida a 3-3. No derradeiro set, o alemão foi sempre mais forte.

Os parciais desta partida foram 11-8, 8-11, 9-11, 11-6, 12-10, 9-11, 11-6. Mais clara foi a derrota de João Geraldo (112.º) – perdeu por 4-0 com o japonês Jun Mizutani (13.º). Os parciais registados foram 11-6, 11-7, 11-9 e 11-9.

Tanto Geraldo como Monteiro se despedem do quadro de singulares na ronda de 32. Na competição de Pares, Tiago Apolónia e João Monteiro foram derrotados por 3-0 noa oitavos de final pela dupla sul-coreana composta pelos atletas Youngsik Jeoung/Sangsu Lee, com 11-8, 11-3, 11-2.

Diogo Chen, João Geraldo, João Monteiro, Tiago Apolónia, Fu Yu e Jieni Shao vão participar a seguir no Open de Hong Kong, que decorre de 4 a 9 de junho.