Desde o dia 17 de maio, foram registados no Estados Unidos 225 tornados. Depois de uma acalmia que durava desde 2012, as autoridades e os serviços de meteorologia locais temem agora que o número de tornados a atingir o país possa subir ainda mais, noticia o Washigton Post.

Só na segunda-feira, a zona de Dayton, no estado do Ohio, foi afetada com 45 tornados. Estes fenómenos naturais têm atingido principalmente a zona do Texas, Colorado e Nebraska. Pelo menos quatro tornados causaram vítimas mortais – há registo de sete mortos e dezenas de feridos neste último surto. Devido à elevada destruição causada por estes fenómenos naturais no país, o número de vítimas pode ainda aumentar.

Em 1980, os Estados Unidos registaram um surto de tornados que se prolongou durante 11 dias seguidos. Mais recentemente, em 2003, um surto durou sete dias. O surto deste mês é já o segundo maior de sempre.

O mês de maio é habitualmente a época dos tornados no território norte-americano. A média é de cerca de 270 tornados durante o mês. Já com 225 tornados registados, a média deste mês pode assim ultrapassar significativamente os números dos últimos anos. Só nos últimos 30 dias, foram observados no território norte-americano mais de 500 tornados.

Este aumento significativo deve-se a a condições meteorológicas específicas. O surto de atividade de tornados nas últimas duas semanas foi impulsionado por um sistema de alta pressão na região do sudeste e por uma frente fria incomum sobre as Montanhas Rochosas que forçaram a entrada de ar quente e húmido na região central, provocando repetidas tempestades e tornados. E a situação deverá permanecer e os tornados repetir-se.

Os serviços meteorológicos dos EUA já receberam desde o início do ano 934 relatos de tornados, que provocaram 38 mortes. Estes números já bateram largamente a média anual, que refere cerca de 743 tornados.