Com a vitória na receção ao Sporting por 28-23 e a derrota do Benfica em Braga frente ao ABC por 23-18, o FC Porto ficou com um caminho menos complicado a partir dos oitavos até chegar à Final Four da Taça de Portugal de andebol. E até aí acabou por ser também bafejado pela sorte no sorteio, cruzando com o surpreendente Póvoa que eliminara o Marítimo nos quartos e foi o representantes da 2.ª Divisão no Municipal de Sines. Confirmando o favoritismo teórico, os dragões não facilitaram e derrotaram o conjunto do escalão secundário por 30-23, assegurando um lugar no jogo decisivo.

A ganhar por quatro golos ao intervalo, os comandados de Magnus Anderson dilataram a vantagem após o reatamento para dez golos de avanço (29-19), gerindo depois o resultado e o desgaste físico dos jogadores até ao final. De referir que, na passada quarta-feira, os azuis e brancos fizeram o último encontro no Campeonato, perdendo na receção ao Benfica que terminou com os festejos dos jogadores com o muito público que marcou presença no Dragão Caixa.

O lateral portista Ángel Zulueta foi o melhor marcador do encontro com sete golos, seguido do jovem ponta Miguel Alves (cinco). Do lado do Póvoa, o grande destaque acabou por ser Ricardo Ávila, com cinco golos marcados.

O FC Porto, que se sagrou campeão após um título do ABC e dois do Sporting e que chegou à Final Four da Taça EHF, tentará assim na final deste domingo terminar um jejum sem conquistas da Taça de Portugal que se prolonga desde 2007, levando a partir daí uma série de cinco derrotas seguidas no jogo decisivo (três diante do ABC, duas frente ao Sporting). Os azuis e brancos são a terceira equipa com mais troféus na prova, num total de sete, contra 15 do Sporting e 12 do ABC.

A outra meia-final será disputada também esta tarde no Municipal de Sines, a partir das 17h30, entre Águas Santas e Madeira SAD, duas equipas que estiveram a discutir até ao final o quarto lugar do Campeonato e que já venceram por uma vez na história esta competição (o conjunto da Maia em 2001/02, os insulares em 1998/99).