O ex-homem forte do BES, Ricardo Salgado, vai ser interrogado pelo juiz Ivo Rosa a 8 de julho, no âmbito da fase de instrução criminal da Operação Marquês, segundo a SIC Notícias.

Recorde-se que Ricardo Salgado foi acusado pelo Ministério Público (MP) de 21 crimes: dois crimes de corrupção ativa, nove crimes de branqueamento de capitais, três crimes de abuso de confiança, três crimes de falsificação de documento, três crimes de fraude fiscal qualificada e um de corrupção ativa de titular de cargo político. O MP entende que José Sócrates terá alegadamente recebido cerca de 34 milhões de euros para beneficiar interesses de Ricardo Salgado, então líder do BES.

PT, BES e Vale do Lobo. Como Sócrates terá sido corrompido desde o 1.º dia

A Operação Marquês tem o antigo primeiro-minitro, José Sócrates, como principal suspeito. O ex-governante está acusado de 31 crimes: corrupção passiva de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e fraude fiscal qualificada. Entre os 28 arguidos estão ainda Carlos Santos Silva, Henrique Granadeiro, Zeinal Bava, Armando Vara, Bárbara Vara, Joaquim Barroca ou Hélder Bataglia.

Grupo Espírito Santo predador ganhou 8,4 mil milhões de euros com a PT em 14 anos