Há um novo projeto para os anúncios classificados em Portugal que vai concorrer com o OLX e o Custojusto. A Selio, uma startup que desenvolveu uma aplicação e um site para pesquisar, contactar e publicar anúncios através de um sistema de inteligência artificial, vai arrancar em território português, numa operação que contou com um investimento de 1,5 milhões de euros vindo dos fundadores e de outros business angels (investidores privados).

A startup liderada por Julian Martinez e Alex Nemirovsky tem vindo a desenvolver a sua versão beta (para testes) nos últimos meses e conta com uma equipa de 10 pessoas a trabalhar nos seus escritórios no Porto e em Madrid, bem como outras 10 distribuídas por três continentes. “A nossa experiência de 15 anos na área dos classificados fez com que o produto evoluísse a grande velocidade”, explicou Julian Martinez, citado em comunicado, acrescentando que a aposta em Portugal surgiu depois de os fundadores observarem o potencial do mercado nacional para receber uma alternativa ao que já existe.

Apesar da grande concorrência por parte da OLX e do Custojusto, acreditamos que há espaço para um projeto centrado na segurança e na satisfação do utilizador, graças à ajuda da inteligência artificial”, acrescentou o fundador do Selio.

A aplicação e o site desenvolvidos por esta startup possuem mais de 1.000 categorias de produtos e serviços — como carros, anúncios de emprego, casas e compra-venda — e utilizam um sistema de Inteligência Artificial que permite uma categorização automática para que a publicação do anúncio seja também mais rápida. A nota enviada pela empresa acrescenta ainda que os anúncios são validados automaticamente por vários algoritmos, o que permite um controlo de segurança e qualidade maiores e que o Sélio “se torne numa plataforma segura para a utilização de várias gerações”.

O design da aplicação, referiu ainda Julian Martinez, é sempre pensado tendo em conta “a facilidade de utilização” e espera-se que nos próximos meses o Selio receba uma segunda ronda de investimento, “que vai contar com importantes investidores no mundo dos classificados europeus”.