Rádio Observador

Tesla

Tesla Model 3 vs BMW M3. Qual o mais eficaz?

147

Quando Elon Musk anunciou que iria produzir uma versão do Model 3 capaz de bater o BMW M3, a maioria sorriu e outros gritaram sacrilégio. A Top Gear fez um antecipado comparativo e… surpresa!

Autor
  • Observador

O desafio surgiu em forma de tweet e pela mão de Elon Musk, o CEO da Tesla, quando em Maio de 2018 prometeu uma versão do Model 3 capaz de se bater com o BMW M3, a referência – juntamente com o Mercedes C63 AMG – no que toca a berlinas desportivas capazes de garantir um enorme prazer a quem as conduz de forma mais ousada. Num segundo tweet, Musk complementou o desafio, avançando que o Model 3 seria ainda capaz de ser 15% mais rápido do que o M3, além de mais rápido em circuito. Algo inverosímil e que poucos julgavam possível.

Foi necessário esperar cerca de um ano para que, finalmente, os dois veículos se encontrassem em pista, com a Top Gear a ser a primeira publicação a conseguir montar o comparativo por que que se esperava há 12 meses. De um lado o BMW M3, berlina desportiva que sempre serviu de bitola para todos os modelos desta classe, e do outro o novo Model 3 Performance, com as versões a serem escolhidas de forma a equilibrar os preços pelos quais são propostos no mercado norte-americano, com o carro alemão a ser proposto por 66.500 dólares, sensivelmente o mesmo do americano (65.200$). Caso o comparativo decorresse em Portugal, os valores seriam substancialmente distintos, com o Tesla a subir ligeiramente, para 69.700€, mas o BMW a disparar para cima da centena de milhar de euros.

A comparação da Top Gear visava opor os dois modelos em quatro situações específicas, sendo a primeira a tradicional prova de arranque no ¼ de milha, ou seja, de 0 a 402 metros. O M3 (entretanto descontinuado, aguardando-se a introdução de uma nova geração) montava um motor com seis cilindros em linha atmosférico, com 3.0 litros e 431 cv, para “puxar” por 1.635 kg, contra os 480 cv do 3 Performance (um motor eléctrico à frente de 200 cv e atrás de 287 cv), para um peso de 1.935 kg. Ou seja, no papel, o BMW com 3,79 kg/cv, contra 4,03 kg/cv do Tesla, teria uma maior probabilidade de ser mais rápido, apesar de possuir apenas tracção traseira, em vez das quatro rodas motrizes do carro eléctrico. Contudo, o cronómetro registou 11,9 segundos para o Model 3 e 12,6 segundos para o M3.

A segundo prova a que a Top Gear submeteu as duas berlinas desportivas, para criar uma hierarquia, visou acelerar de 0 a 100 km/h, para de seguida travar de novo até 0. Mais uma vez o cronómetro teve a palavra, com 13,1 segundos para o Tesla e 13,8 segundos para o BMW. A situação não se afigurava prometedora para o modelo alemão, depois de duas derrotas nos dois primeiros confrontos, mas a verdade é que as duas “batalhas” que faltavam ainda disputar pareciam favorecer o M3, pelo que o empate ainda era possível.

A terceira prova da Top Gear visava determinar a melhor volta à pista americana de Tunderhill, descrita pelo jornalista como bastante técnica e sinuosa. 1 minuto, 34 segundos e 7 centésimos foi o tempo registado pelo Model 3 Performance, equipado com o Track Mode, enquanto o M3 era cronometrado em 1.35,96, provando que um veículo eléctrico não só consegue ser mais rápido, como mais ágil e eficaz em curva, isto apesar de pesar mais 300 kg, devido às baterias que transporta.

Com o score em 3-0, favorecendo o Tesla, não havia muito que o BMW pudesse fazer para chegar à liderança na última prova do dia, o drift controlado. Ainda assim, sempre de acordo com a Top Gear, nesta disciplina o M3 revelou ser mais eficaz. E caso se avaliassem as sensações transmitidas pelo gritar rouco do seis cilindros e a rapidez como que ambos são abastecidos de “energia”, o resultado poderia ter sido outro.

Resta agora aguardar pela introdução do novo M3, para ver até que ponto esta vantagem de 3-1 do Model 3 se mantém, fazendo justiça às promessas de Elon Musk em Maio de 2018, quando prometeu uma berlina desportiva capaz de bater o M3.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)