Será um regresso a Espanha, depois de “Vicky Cristina Barcelona”, e sobretudo um reencontro com os holofotes depois do escândalo sexual que levou a plataforma Netflix a deixar na gaveta o título “A Rainy Day in New York”, com o cunho do realizador de 84 anos, acusado de molestar a filha Dylan Farrow. Longe da reforma, o norte-americano prepara-se entretanto para filmar o seu 49º filme e os primeiros detalhes foram revelados esta tarde pela produtora que o acompanha há 14 anos, a Mediapro.

Sabe-se que o cenário será San Sebastián e que a rodagem decorrerá entre 10 de julho e 23 de agosto. O elenco conta com Elena Anaya, Louis Garrel, Gina Gershon, Sergi López, Wally Shawn e Cristoph Waltz. Quanto à fotografia, estará de novo a cargo de Vittorio Storaro.

A fita foi anunciada pela primeira vez em fevereiro e o nome continua a ser uma incógnita. Quanto ao enredo, trata-se de mais uma comédia romântica com o Festival de Cinema de San Sebastian em pano de fundo, para onde se encaminha o casal americano que acabará por se apaixonar por terceiros. “Ela terá um caso com um brilhante cineasta francês e ele apaixona-se por uma bela espanhola que vive na terra”, descreve a produtora.

Woody Allen: “Eu devia ser o rosto do movimento #MeToo”

Quanto a “A Rainy Day in New York”, verá a luz do dia em outubro, apesar do boicote da própria produtora, a Amazon. Espanha e ainda Itália deverão ser os primeiros países a assistir à estreia, que deverá ocorrer cerca de um mês depois de uma eventual apresentação no Festival de Cinema de Veneza.