Rádio Observador

Investigação

Instituto de Engenharia de Coimbra e Altice desenvolvem projetos de investigação

O ISEC e a Altice Labs "irão ter projetos conjuntos de formação pós-graduada e mestrados, bem como estágios em projetos de Investigação & Desenvolvimento e intercâmbio de especialistas".

Em 2018, foi eleita, pela quinta vez, como a melhor empresa no mercado de tecnologia e média

ISEC

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) assina esta quinta-feira um protocolo de colaboração científico-tecnológica na área das Tecnologias de Informação e Comunicação com o centro de inovação Altice Labs, sediado em Aveiro. Com este acordo, “as duas entidades irão ter projetos conjuntos de formação pós-graduada e mestrados, bem como estágios em projetos de Investigação & Desenvolvimento e intercâmbio de especialistas entre as duas instituições”, refere um comunicado do ISEC enviado à agência Lusa.

A colaboração com uma das mais inovadoras unidades empresariais portuguesas não só irá contribuir para a indústria 4.0, que já se faz nos laboratórios da Altice Labs, como formar os nossos estudantes e investigadores nesse novo horizonte da transformação digital”, salienta Mário Velindro, presidente daquela instituição de ensino superior, citado na nota.

A parceria com a Altice Labs “será mais um instrumento para o novo ciclo do ensino da engenharia que o ISEC está a levar a cabo: o ensino e a investigação têm de ser feitos de uma forma cada vez mais interativa, em parceria com outros produtores de ciência e de conhecimento, nomeadamente com empresas tão inovadoras como esta”.

O protocolo prevê o intercâmbio de especialistas entre as partes, o que poderá ser concretizado pela “colaboração de especialistas da Altice Labs em atividades de docência, convidados pelo ISEC para colaborar em disciplinas específicas da sua área de especialidade”. Está igualmente prevista a colaboração de especialistas da Altice Labs e de docentes do ISEC em atividades de docência ao nível de cursos específicos de pós-graduação que venham a ser propostos por qualquer uma das partes.

O acordo inclui também estadias de curta duração de docentes do ISEC em licenças sabáticas na Altice Labs, “tendo em consideração o trabalho a realizar pelo docente e o enquadramento desse trabalho” na empresa. Prevê ainda que especialistas da Altice Labs façam parte dos conselhos consultivos do ISEC como “parceiros industriais”.

“Com esta parceria, estaremos a criar condições para que os alunos do ISEC se sintam mais inspirados, com mais vontade de exercitar novas competências em áreas que são diferentes daquelas que lhes estão a ser ministradas nas aulas”, considera Mário Velindro.

Com mais de 700 profissionais altamente qualificados no seu centro de inovação em Aveiro, a Altice Labs trabalha na investigação e desenvolvimento de soluções avançadas de telecomunicações e de sistemas de informação, tendo clientes em 35 países. Em 2018, foi eleita, pela quinta vez, como a melhor empresa no mercado de tecnologia e média, e distinguida como a Melhor Empresa do Ano em Portugal pelos “Prémios 500 Maiores e Melhores Empresas” da Revista Exame e do Bankinter.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)