As autoridades marroquinas impediram cerca 200 imigrantes subsarianos de saltarem a cerca para entrarem no perímetro fronteiriço de Ceuta, noticia esta sexta-feira a agência EFE.

A tentativa de entrada em grupo iria acontecer durante a madrugada de quinta-feira e na zona intermédia da cerca, mas os migrantes foram abordados pelos agentes marroquinos que conseguiram dispersar a multidão.

A polícia espanhola considera que este tipo de tentativas de entrada em grupo é habitual nas épocas festivas e, nesta ocasião, os migrantes pretendiam aproveitar o final do mês de Ramadão.

Os migrantes acreditavam que o controlo na fronteira seria menor porque, neste período de férias, haveria menos agentes no local.