A Volvo já possui um sistema em que os seus modelos conseguem comunicar entre si, partilhando informações sobre o trânsito e o estado da via, ajudando a evitar zonas de acidentes, estradas condicionadas e todos os problemas que possam causar atrasos ou situações perigosas. Porém, os modelos suecos não conseguem falar com mais nenhum. Pelo menos, até agora.

A novidade é o acordo agora anunciado entre BMW, Daimler, Ford e a própria Volvo, sem dúvida para partilhar a tecnologia já desenvolvida por esta, visando encontrar uma forma eficaz e funcional de partilhar informações entre veículos de diversos construtores, a começar pelos envolvidos. É bem possível que esta associação a quatro sirva mesmo para criar as bases para o standard dos sistemas de comunicação, em que não só todos s veículos falem a mesma língua, como a utilizem igualmente para falar com as infraestruturas, ou seja, as estradas e as ruas, incluindo semáforos.

2 fotos

Além dos quatro fabricantes, esta rede de Traffic Alert System conta com a colaboração da HERE, cuja especialidade são os mapas em alta definição, ideais para os futuros veículos autónomos. O sistema de navegação, propriamente dito, estará a cargo da TomTom, outro parceiro deste grupo que engloba fabricantes alemães, suecos e americanos, o que deverá acontecer sobre os mapas HD da HERE.

Para tratar da componente infraestruturas, sem o contributo das quais não há partilha de dados que possa ser 100% eficaz, associaram-se a esta rede de partilha de informações os departamentos de transportes de diferentes países. Para já, estão a bordo a Alemanha, Espanha, Finlândia, Luxemburgo, Holanda e Suécia, mas assim que se assuma como tecnologia standard, não faltarão outros países para reforçar a área de implantação.