A basílica da Sagrada Família, um dos pontos mais turísticos e emblemático da cidade de Barcelona, já tem licença de construção. O monumento começou a ser construído em 1882, fruto da visão de Antoni Gaudí, mas ficou inacabado, depois da morte do arquiteto, pouco mais de 40 anos depois, em 1926.

Ao longo de mais de um século, o edifício continuou a ser construído — sem que, ainda hoje, a obra esteja concluída. Mas só em 2016 as autoridades espanholas perceberam que nunca lhe tinha sido atribuída uma licença para as obras, tornando a construção ilegal.

Agora, 137 anos depois, segundo um comunicado publicado no site da Sagrada Família, foi feito um acordo entre as autoridades municipais de Barcelona e os empreiteiros.

A Câmara de Barcelona aprovou ontem [quinta-feira] a licença de obras que permitirá à Junta Construtora da Sagrada Família continuar a construir o projeto de Antoni Gaudí”, diz a declaração.

Em troca da licença — que tem o valor de 4,6 milhões de euros —, as empresas terão também de pagar 36 milhões de euros, ao longo dos próximos 10 anos, segundo a Sky News. O dinheiro servirá, segundo o acordo, para fazer obras de melhoramento na zona à volta da basílica e para investir no serviço de transportes públicos.

Em outubro, as duas instituições assinaram um acordo para regularizar a licença de construção e contribuir economicamente para a urbanização, a mobilidade e a manutenção da zona envolvente”, diz o comunicado.

A basílica da Sagrada Família é visitada por 4 milhões de pessoas todos os anos.