Em 1966, tudo indicava que a Ferrari se preparava para alcançar a sua sétima vitória consecutiva na mítica corrida das 24 Horas de Le Mans, mas a Ford tinha outras ideias para o desfecho da prova. Enquanto a marca italiana construía os seus superdesportivos com recurso puramente aos seus técnicos, a Ford recorreu ao mago Carroll Hall Shelby, um ex-piloto que depois se transformou em preparador e construtor de versões “muito” especiais de modelos da marca americana, do AC Cobra aos Shelby Mustang.

A Ford pediu a Shelby algo muito simples: conceber e construir em cerca de 90 dias um modelo que conseguisse bater a Ferrari. Uma tarefa quase a roçar o impossível. Mas Shelby não era um homem para desistir às primeiras dificuldades e o filme da Century Fox, empresa da Disney, reflecte isso mesmo: o desafio, as dificuldades e a estratégia que acabaria por resultar – surpreendentemente – vencedora.

O filme conta com a participação de Matt Damon, no papel de Carroll Shelby, e de Christian Bale enquanto o piloto britânico a viver e a fazer carreira nos EUA, ele que tinha tanto de engenheiro como de ás do volante, trabalhando há muito com Shelby.

Como a pista de Le Mans nada tem a ver com a realidade actual, o filme foi realizado numa pista desenhada no aeroporto particular de Agua Dulce Airpark, em Santa Clarita, na Califórnia. Aí e com base em 300 fotos da época, foram construídas réplicas das boxes de 1966, bem como de três grandes zonas das bancadas e do gabinete de imprensa.

O filme Ford v Ferrari, que por exemplo em Inglaterra vai juntar Le Mans 1966 ao título, e provavelmente noutros países europeus, irá apenas estrear em Novembro de 2019. Mas, para ‘abrir o apetite’, aqui está um teaser que permite dar uma espreitadela ao que os fãs de supercarros – e de competição – podem esperar desta obra da Century Fox.