A Mercedes sempre teve uma versão do Classe A extremamente potente, com a primeira geração do A45 AMG (em 2013) a oferecer 360 cv. Isso permitiu-lhe dominar a concorrência, em matéria de potência específica (cv/litro). Agora, com a chegada do novo A45 AMG, a marca alemã prepara-se para deixar a concorrência um pouco mais para trás.

Já se sabe que o Classe A45 S AMG vai continuar a estar equipado com um motor 2.0 sobrealimentado com 421 cv, uma brutalidade (mas bem-vinda) para a classe, o que deixa a milhas os concorrentes. Para que os clientes percebam que a potência não aparece por milagre, a Mercedes produziu um vídeo em que mostra como nasce cada uma destas obras de arte a gasolina, com mais de 210 cv/litro.

O vídeo revela que cada unidade é montada pelo seu técnico, que deverá assinar o trabalho, o que é normal e aceitável quando se fabrica o motor mais potente da classe. O motor de que falamos, o M139, vai debitar 387 cv na versão normal, para depois na versão A45 S AMG atingir os incríveis 421 cv.

Veja aqui como nasce cada uma das unidades produzidas desta obra de arte alemã: