Rádio Observador

Violência

Distribuição de alimentos interrompida devido a violência na Síria

A organização das Nações Unidas e outras entidades parceiras tiveram de "interromper temporariamente as distribuições nas regiões do sul de Idlib devido ao conflito".

Desde maio, a organização não conseguiu ajudar cerca de 7.000 pessoas afetadas pelas lutas intensas na área de Qalaat Al Madiq

Mohammed Badra/EPA

O Programa Alimentar Mundial alertou esta terça-feira que a violência no noroeste da Síria, que tem durado há semanas, obrigou a interromper a sua atividade na região.

Num comunicado, a agência disse que, como consequência da última onda de violência que começou no dia 30 de abril, a organização das Nações Unidas e outras entidades parceiras tiveram de “interromper temporariamente as distribuições nas regiões do sul de Idlib devido ao conflito”.

Desde maio, a organização não conseguiu ajudar cerca de 7.000 pessoas afetadas pelas lutas intensas na área de Qalaat Al Madiq.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, sediado no Reino Unido, e a Defesa Civil, também conhecida como Capacetes Brancos, comunicaram os ataques aéreos em diferentes partes da província de Idlib, o último grande território sob o domínio dos rebeldes.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)