O apresentador e comediante Jon Stewart emocionou-se perante o Congresso norte-americano enquanto pedia mais cuidados de saúde para os bombeiros que atuaram após o atentado terrorista do 11 de setembro em Nova Iorque.

Com uma voz tremida e lágrimas nos olhos, Jon Stewart sugeriu que havia um desinteresse em prestar mais atenção médica a esses bombeiros: “Aqui sentado, não consigo deixar de pensar. Que metáfora incrível é esta sala para aquilo em que todo o processo de arranjar mais cuidados de saúde e benefícios para as equipas de primeira intervenção do 11 de setembro se tornou”.

De acordo com a CNN, Jon Stewart fazia referência ao facto de a sala estar cheia de bombeiros mas de muitos congressistas terem faltado à audiência. “Atrás de mim, uma sala cheia de socorristas do 11 de setembro e, diante de mim, um Congresso quase vazio”, apontou Jon Stewart. E acrescentou: “Doentes e moribundos vieram até aqui para não falar com ninguém”.

Jon Stewart adjetivou a audiência, que procurava restabelecer um fundo de compensação às vítimas do 11 de setembro, de “vergonhosa”: “É um embaraço para o país e é uma mancha para esta instituição. E deviam ter vergonha de vós mesmos por aqueles que não estão aqui. Mas não estarão, porque a responsabilidade não parece ser uma coisa que aconteça nesta Câmara”, acusou o humorista.