A Primeira Liga perdeu equilíbrio competitivo nas duas últimas temporadas, a Premier League é a liga mais desequilibrada entre as principais da Europa, a La Liga surge como o Campeonato com mais competitividade. Em traços gerais, estas são as principais conclusões de um estudo do Observatório do Futebol da Universidade Europeia, que procurou comparar a realidade da maior competição nacional de futebol com os Big Five da Europa: Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália e França.

De acordo com o estudo, que analisa a evolução de cada um dos Campeonatos nas últimas quatro épocas tendo como referências as pontuações finais, os resultados e os golo marcados e sofridos por todos os competidores, Portugal tem a liga onde o campeão faz mais pontos por jogo e onde a diferença entre primeiro e segundo classificado é menor (a par da Bundesliga) mas, em paralelo, regista o maior fosso entre o líder e o quinto classificado, numa realidade oposto por exemplo à Serie A.

Existem outros valores encontrados a ter em conta na realidade nacional em comparação com os restantes: a Primeira Liga foi apenas superada pela Premier League como a competição onde existem menos recuperações no resultado das equipas em desvantagem e é também a prova com menor percentagem de equipas com diferença de golos positiva (28%), ao contrário do que acontece na Bundesliga ou na Serie A. Um outro indicativo: a Liga espanhola tem a  menor diferença de golos nos resultados dos jogos, seguida de Ligue 1 e Serie A. Portugal tem uma diferença média de 1.44 golos por jogo.

Nas conclusões gerais, e depois de ser a liga mais competitiva há três anos, a Primeira Liga caiu nessa avaliação nas últimas duas épocas, sendo a mais desequilibrada a par da Premier League. No extremo oposto, e considerando apenas as dimensões de pontuação, os resultados e os golos, encontra-se a La Liga, seguida da Serie A.