Sarah Sanders vai abandonar o cargo de porta-voz da Casa Branca no final deste mês. O anúncio foi feito esta quinta-feira pelo presidente Donald Trump no Twitter, que a descreveu como “uma pessoa muito especial com talentos extraordinários, que fez um trabalho incrível”.

De acordo com Trump, a ainda porta-voz vai regressar ao seu estado natal, o Arkansas. “Espero que ela decida candidatar-se a governadora do Arkansas. Seria fantástica”, disse o presidente, que afirmou, erradamente, que Sanders esteve na Casa Branca durante três anos e meio. A responsável — que assumiu o cargo em 2017 depois da saída de Sean Spider, de quem foi adjunta — esteve em Washington durante dois anos e meio.

Há meses que circulavam rumores de que a responsável poderia abandonar o cargo. Segundo a CNN, que cita fontes próximas da ainda porta-voz, Sanders estará de facto a ponderar candidatar-se a governadora do Arkansas. A ainda porta-voz terá dito a amigos próximos que considera que a candidatura poderá ser um bom passo a dar. O mandato do atual governado, Asa Hutchinson, só termina, porém, em janeiro de 2023. Ainda não se sabe quem a irá substituir na Casa Branca.

Sarah Sanders, que trabalhou na campanha de Donald Trump, é uma forte aliada deste na Casa Branca e uma das pessoas em quem o presidente mais confia. O seu mandato como porta-voz ficou marcado pela diminuição no número de conferências de imprensa realizadas regularmente em Washington, recorda a Associated Press.