Rádio Observador

Porto

Trengo. O Festival de Circo do Porto regressa de 3 a 7 de julho com mais de 30 artistas

649

14 espetáculos, 20 apresentações e mais de 30 artistas recheiam a programação, maioritariamente gratuita, do festival de circo que acontece de 3 a 7 de julho em quatro espaços da cidade do Porto.

Autor
  • Maria Martinho

A 4ª edição do Trengo — Festival de Circo do Porto regressa com uma programação “centrada em propostas novas, originais e diversificadas, com uma linguagem acessível, mas não facilitada”. Quem o diz é Julieta Guimarães, diretora artística do festival cuja produção está a cargo da Erva Daninha, companhia de circo contemporâneo com 13 anos de vida.

Na conferência de imprensa de apresentação, Tiago Guedes, diretor do Teatro Municipal do Porto, sublinhou a importância da descentralização da dinâmica cultural da cidade, muito centrada no eixo de Passos Manuel, onde o novo circo, e em especial este festival, tem um papel importante. Já Julieta Guimarães salientou o facto do Trengo ser “feito por pessoas da área”, com a intenção de chamar jovens criadores e explorar a relação com escolas de circo nacionais e internacionais. Uma das imagens de marca da iniciativa é a de transformar o espaço público da cidade através do circo. Este ano não será exceção. O festival passará pelo Jardim da Corujeira, Palácio de Cristal e Praça D. João I, mas também ocupará a sala do Teatro do Campo Alegre. Serão ao todo 14 espetáculos, muitos deles estreias nacionais, 20 apresentações e mais de 30 artistas de 8 nacionalidades.

A abrir o festival estará a estreia nacional de “Le Vide – Essai de Cirque”, dos franceses Fragan Gehlker, Alexis Auffray, & Maroussia Diaz Verbèke, uma odisseia entre o circo eminentemente físico e a performance, numa experiência vertiginosa, que promete ter tanto de desafiante como de fascinante. Este será o único espetáculo pago em todo o festival e acontece nos dias 2, 5 e 6 de julho no Teatro do Campo Alegre. Se aqui o conceito de vertigem é posto em prática, em “Gravitas”, de Ofir Yudilevitch, de Israel, é a gravidade, uma das forças mais básicas e poderosas da natureza, a protagonista. “Dois parceiros constroem um palco para si mesmo a partir de um piso cheio de ar que lhes permite brincar com a gravidade e criar uma nova relação com ela”, pode ler-se no programa. O espetáculo conta com duas atuações no dia 6 de julho nos Jardins do Palácio de Cristal.

78 Tours”, da dupla francesa Thibaut Bringnier e Mathieu Lagaillarde, traz a roda da morte para o espaço público, numa linguagem contemporânea e com música ao vivo. Para ver nos dias 6 e 7 de julho na Praça D. João I. A jogar em casa, a companhia Erva Daninha, apresentará pela primeira vez “Esqueci”. Com direção de Vasco Gomes, trata-se de um projeto de intervenção artística com jovens do Centro Educativo de Santo António. Aqui é explorado o momento em que o corpo está prestes a explodir.

Na programação do Trengo — Festival de Circo do Porto constam ainda outras atividades como workshops, visitas a bastidores, treinos abertos, cafés filosóficos ou a festa de encerramento, que está marcada para 6 de julho, no Café Rivoli. O dia 7 de julho está reservado ao “Trengolas”, uma mostra de espetáculos de curta duração ou em processo de vários artistas de diferentes técnicas.

Apoio financeiro da Câmara do Porto reforçado em 2019

O valor global desta 4ª edição é de cerca de 85 mil euros e contou com o apoio financeiro reforçando da Câmara Municipal do Porto que, em 2018, disponibilizou 20 mil euros. Este ano, subiu o valor para 30 mil.

“Este reforço financeiro significa um reconhecimento do nosso trabalho e mostra que o festival veio mesmo para ficar”, afirmou Julieta Guimarães ao Observador, acrescentando que mais dinheiro “permite-nos receber espetáculos de média e grande dimensão, repetir o número de apresentações, para o público poder organizar melhor a sua agenda, e possibilita-nos levar a marca do festival para outros festivais internacionais. Amanhã, por exemplo, vamos participar numa conferência no Festival Circus, no Brasil.”

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)