Rádio Observador

Celebridades

26 anos depois, Eddie Vedder reencontra fã com quem conversou madrugada fora

471

Passaram uma madrugada juntos em 1993 e nunca mais se viram. Eddie Vedder falou de Valeska num concerto em Amesterdão. E uma entrevista num jornal holandês juntou-os ao fim de 26 anos.

Eddie Vedder reencontrou-se com a fã num concerto em Bruxelas

Getty Images for Global Citizen

O cantor Eddie Vedder reencontrou uma fã com quem passou uma madrugada de conversa em 1993, mas com quem não manteve contacto. O vocalista dos Pearl Jam recordou essa noite num concerto no fim de semana passado em Amesterdão, na Holanda. O momento chegou aos ouvidos da mulher, a holandesa Valeska Custers, que depois de uma entrevista ao jornal Het Partool encontrou-se novamente com Eddie Vedder — 26 anos depois do primeiro encontro.

Conforme explicou a mulher ao jornal holandês, em 1993 Valeska Custers foi ao concerto dos Pearl Jam mas com a verdadeira ambição de assistir ao espetáculo da banda de abertura, os City Pig Unit. Enquanto estava nos bastidores, Eddie Vedder aproximou-se dela: “Gostas da minha nova tatuagem?”, perguntou o vocalista. Valeska Custers lembra-se de ter dito que sim: “Ele era extremamente tímido, mas senti mesmo uma ligação com ele”.

No concerto este fim de semana em Amesterdão, Eddie Vedder recordou que os dois ficaram a conversar até às três da manhã e que Valeska o levou de regresso ao hotel na bicicleta do irmão dela. Nunca mais se viram, mas aquele serão ficou na memória do cantor: “Lembro-me que o cabelo dela estava sempre a bater-me na cara. Tenho quase a certeza que ainda reconheceria o rosto dela se a visse”, confessou o artista.

Vinte e sete anos depois, Valeska Custers é casada e tem três filhos. Eddie Vedder também é casado com a ativista Jill McCormick e tem duas filhas. Mas, para a holandesa, o cantor é a sua verdadeira “alma gémea”: “Pensei em tentar encontrá-lo muitas vezes, mas não sabia como havia de o fazer. Seria ótimo se nos víssemos novamente. Parece-me que ele é a minha alma gémea”, contou Valeska em entrevista ao Het Partool.

Foi ao ler essa entrevista que Eddie Vedder convidou Valeska Custers e o marido para assistir a um concerto em Bruxelas. O casal aceitou o convite. E, tal como previa Eddie Vedder, mesmo ao fim de 27 anos, o artista foi capaz de reconhecer a amiga com quem partilhou um serão de conversas e passeios de bicicleta: “Ainda tens o mesmo sorriso”, disse ele a Valeska, conforme conta a Consequence of the Sound.

Afinal, Eddie Vedder também terá tentado reencontrar Valeska na altura, mas sem sucesso. É que, durante o passeio de bicicleta até ao hotel, o cantor ficou com a mochila da mulher e não se lembrou de a entregar depois da viagem. “Lembro-me de ter apontado a morada para tentar fazer isso. Não sei se ainda a tenho, mas sei que a mantive durante muito tempo, pelo menos”, contou o cantor.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)