Podiam ser apenas os adeptos dos Raptors mas a identidade criada pelo “We The North” alargou a festa não só a Toronto mas a todo o Canadá: pela primeira vez, uma equipa não americana chegou à final da NBA e conseguiu mesmo conquistar o título, num autêntico conto de fadas que teve muitas apostas de risco pelo meio e que se revelaram a chave do sucesso da formação underdog da final com os Golden State Warriors. A troca do ídolo DeRozan por Kawhi Leonard tinha algumas coisas para correr mal mas dificilmente poderia ter sido melhor. A aposta em Nick Nurse para treinador tinha alguns contras mas quase tudo se transformou em prós. O investimento em elementos de segunda linha tinha tudo para falhar mas foi um êxito completo.

No polo oposto aos Raptors, os Los Angeles Lakers, reforçados por LeBron James, acabaram por ser uma das deceções da época, falhando até a entrada nos playoffs através da sempre competitiva Conferência Oeste. Mas, neste caso, e depois das convulsões internas que levaram mesmo à saída de Magic Johnson do centro de operações, os responsáveis pretendem que a melhoria seja feita com apostas mais do que seguras e é aqui que entra a primeira grande bomba do mercado.

A notícia começou a correr através de um tweet do jornalista Adrian Wojnarowski, da ESPN, e não demorou a espalhar-se um pouco por todo o mundo: o conjunto da Califórnia terá conseguido finalmente assegurar a contratação de Anthony Davis, poste de 26 anos dos Pelicans que voltou a ser uma das grandes figuras da NBA. Em sentido inverso, irão rumar a New Orleans Lonzo Ball, Josh Hart e Brandon Ingram, além de mais três escolhas do draft incluindo a número 4 deste ano.

Da parte dos Lakers, que procuram reforçar com nomes fortes a equipa para conseguirem dar uma equipa a LeBron James capaz de discutir o título, fica garantida a primeira grande ambição dos responsáveis, que já em fevereiro forçaram até ao limite a possibilidade de garantirem desde logo Davis. Ao mesmo tempo, as atenções estarão já centradas em Kemba Walker, base dos Charlotte Hornets que fica como free agent no final do mês e que será o próximo alvo da formação da Califórnia.

Do lado dos Pelicans, que falharam de novo os playoffs em 2018/19 e que poderiam ver Anthony Davis ficar como free agent no final da próxima época, o próximo draft servirá para lançar as bases de uma nova era, tendo a primeira e a quarta opção de escolha para garantir dois jovens que possam funcionar como referência para o resto da equipa, sendo que os três jogadores que chegam dos Lakers são também eles novos, com muito potencial mas um contra relacionado com os problemas físicos.