Rádio Observador

Agricultura

Organização da Feira da Agricultura diz que o setor está “moderno e dinâmico”

A organização da Feira Nacional da Agricultura, que decorreu em Santarém, destacou o elevado número de visitantes desta edição e o "orgulho" em ver um setor moderno e dinâmico.

PAULO CUNHA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A administração da Feira Nacional da Agricultura (FNA) salientou este domingo o seu “orgulho” pela forma como decorreu o certame e pela “vitalidade” de um setor que, nos últimos nove dias, se mostrou “moderno, dinâmico e renovado”, em Santarém.

Na conferência de imprensa de balanço da 56.ª Feira Nacional da Agricultura/66.ª Feira do Ribatejo, Luís Mira, administrador do Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA, que organiza o evento), realçou a “alegria” demonstrada pelos ribatejanos, dado o sucesso do certame.

O também secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) afirmou que a FNA se mantém “no patamar” dos 200.000 visitantes, este ano com um nível de participação “muito elevado em todos os dias” do certame, com o dia mais fraco a registar 11.700 entradas.

Luís Mira salientou as melhorias feitas no acolhimento aos visitantes, com o aumento das zonas sombreadas, e a satisfação dos expositores e patrocinadores com o retorno conseguido com a sua participação na FNA.

O representante destacou ainda a aposta feita na “sustentabilidade ambiental”, com a medida adotada este ano para reduzir os copos de plástico (através de copos reutilizáveis) a surtir efeitos, a par da melhoria na separação de resíduos, o que permitiu baixar os resíduos sólidos urbanos produzidos na feira das 67 para 51 toneladas.

“A Feira Nacional de Agricultura demonstrou que é um evento de grande vitalidade, mostrou aos visitantes uma agricultura moderna e com tecnologia de ponta e deu especial relevo ao setor do vinho, que adquiriu hoje um papel central na gastronomia moderna”, afirma o comunicado de balanço do certame.

A organização referiu ainda a relevância política do evento, que este ano voltou a contar com a presença do Presidente da República, do primeiro-ministro e de vários membros do Governo, bem como de líderes e dirigentes de vários partidos políticos.

Por outro lado, destacou a realização de 29 seminários, reuniões e encontros com a participação de especialistas, nacionais e estrangeiros, e a presença das principais marcas de máquinas e equipamentos agrícolas, bem como de instituições ligadas ao setor.

Esta foi ainda a primeira vez em que houve no evento um stand da Comissão Europeia.

No Salão Prazer de Provar realizaram-se provas temáticas de vinhos e de produtos regionais, com o auditório de cozinha ao vivo a acolher mais de 50 ações, e foram dados a conhecer os produtos premiados nos concursos nacionais promovidos pelo CNEMA entre dezembro e maio.

O CNEMA apontou ainda a presença de “uma assinalável mostra pecuária”, com diferentes raças autóctones, e as atividades equestres que decorreram no ringue do recinto, num evento que incluiu ainda uma zona de restauração e um variado programa de animação.

O presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, igualmente membro da administração do CNEMA, salientou a “presença marcante” da capital do distrito, com um stand na entrada principal e a grande adesão dos escalabitanos no dia dedicado ao concelho (quinta-feira), com “mais de 14.000” entradas oferecidas pelo município.

Luís Mira saudou “o esforço” da Câmara de Santarém e a “resposta das pessoas”, desafiando todas as autarquias do distrito a usarem o espaço concedido pela FNA para a afirmação do Ribatejo.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Feminismo

Liberdade p/assar /premium

Alberto Gonçalves
105

O descaramento do MDM e associações similares é infinito. Uma coisa, já de si irritante, é a sensibilidade contemporânea a matérias tão insignificantes que não ofenderiam o antigo arcebispo de Braga.

Natalidade

Como captar os votos de um jovem casal?

Ricardo Morgado

O nascimento de uma criança altera, complemente, a vida de um jovem casal. Para que tal aconteça mais vezes, é essencial que o Estado saiba responder às suas necessidades e a algumas urgências.

Toxicodependência

Fernanda Câncio, a droga não é "cool"

Henrique Pinto de Mesquita

Venha ao Bairro do Pinheiro Torres no Porto. Apanhamos o 204 e passamos lá uma hora. Verá que as pessoas que consomem em festivais não são bem as mesmas que estão deitadas nas ruas do Pinheiro Torres.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)