A Kapten (antiga Chauffeur Privé), começou a operar no Porto esta segunda-feira. A plataforma eletrónica de transporte privado de passageiros em veículos descaracterizados (TVDE) é uma das cinco concorrentes da Uber em solo nacional, além da Bolt (antiga Taxify), Cabify, IzzyMove e MyTaxi. Até ao final de junho as viagens nesta aplicação no Porto vão ter 50% de desconto, estratégia já utilizada quando o serviço foi lançado em Lisboa em setembro de 2018.

Sobre a chegada da Kapten ao Porto, Sérgio Pereira, Diretor Geral da empresa Portugal, afirmou em comunicado: “Depois do crescimento sustentado em Lisboa e dos pedidos insistentes de parceiros e potenciais utilizadores para chegarmos ao Norte, este é o momento indicado para levar o nosso modelo de sucesso, por agora, ao Porto”. Quanto ao futuro do negócio em Portugal, o responsável diz apenas: “Queremos fazer parte das vidas dos portugueses e ser uma alternativa económica, segura e conveniente nas deslocações do dia a dia”. A empresa de TVDE afirma que é o único destes serviços com receita fiscal em Portugal “diferenciando-se das demais pelo pagamento do seu respetivo IVA ao Estado Português”

Até ao final de 2020 a Kapten quer estar presente “em 15 cidades europeias. Recentemente, a Kapten entrou em Londres com pelos menos cinco mil motoristas registados.

Fundada em 2012, em Paris, a Kapten foi a primeira plataforma digital de transporte individual de passageiros a obter licenciamento de TVDE em Portugal. Além da região do Porto, a plataforma já opera em Lisboa, Vila Franca de Xira, Mafra, Ericeira, Alcochete, Montijo, Sesimbra e Setúbal e tem cerca de cinco mil motoristas registados em todo o país.