Enfiado no compartimento do motor, com um olho na peça que quer substituir e o outro no manual que ensina a melhor forma de realizar a operação, o trabalho de um mecânico está longe de ser fácil. Daí que a BMW na América do Norte tenha decidido que os seus concessionários, bem como os da Mini, iriam passar a recorrer a smart glasses.

A tecnologia existe há muito, mas é rara neste sector. Contudo, o seu potencial é grande, ou pelo menos é este o entendimento dos responsáveis pelas marcas do Grupo BMW no continente americano. Os óculos a utilizar são os desenvolvidos pela TsaraVision e vão permitir que o mecânico concentre a sua atenção no veículo, mantendo as duas mãos “na massa” e, ainda assim, conseguindo ver a projecção do manual de instruções no visor colocado mesmo em frente ao olho.

Para facilitar o trabalho dos especialistas, os óculos permitem ainda mudar de página ou ampliar as imagens apenas por comando de voz, podendo inclusivamente recorrer a um vídeo com instruções suplementares.

A BMW e a Mini encaram isto como um ensaio que se poderá alargar a outros continentes, caso se confirme o seu potencial, acreditando que a solução vai tornar mais rápidas algumas das intervenções mais complexas. Segundo as suas marcas, será possível reduzir o tempo das intervenções entre 70 e 75%, o que resulta numa economia considerável para concessionários e clientes.