Rádio Observador

Casamento

175 euros para reservar a Catedral de Sevilha, 75 mil euros para ter os Europe a dar música aos convidados: o casamento de Sergio Ramos

Os Europe deram música aos convidados do casamento de Sergio Ramos e Pilar Rubio, mas a contagem final do dinheiro gasto ainda não está fechada. Só na refeição foram gastos mais de 100 mil euros.

AFP/Getty Images

Quatro dias depois do enlace de Sergio Ramos e Pilar Rubio já são conhecidos alguns números. Depois de um namoro de sete anos, o casal não poupou na festa. A refeição ficou a cargo de um chef galardoado com três estrelas Michelin, para divertir os convidados foi montado um parque de diversões com roda gigante e carrinhos de choque e durante a festa houve ainda tempo para surpreender os convidados com um concerto dos Europe.

A contagem final do valor gasto pelos noivos ainda é incerta, mas a imprensa espanhola já se aventura a fazer as contas ao casamento mais esperado do ano em Espanha.

Começando nas ‘pechinchas’:

  • para reservar a Catedral de Sevilha são necessários apenas 175 euros.
  • A música da cerimónia foi confiada a Niña Pastori, que habitualmente cobra 30.000 euros para atuar, mas o El Mundo garante que a cantora ofereceu ao casal o momento musical, em honra da amizade com Sergio Ramos.
  • O mesmo terá feito o DJ italiano Gianluca Vacchi.

Já os Europe, que protagonizaram a grande surpresa da festa, custaram aos noivos qualquer coisa entre os 60 e os 75 mil euros.

A refeição ficou a cargo do chef Dani García. Por cada menu desgustação, o chef — galardoado com três estrelas Michelin — cobra 195 euros, o que multiplicado pelos 400 convidados dá um total de 78 mil euros gastos na refeição. Os vinhos escolhidos, da adega Emilio Moro, terão ficado em mais de 10 mil euros, numa estimativa de cerca de 200 garrafas servidas. No champanhe, nada de surpresas: Dom Pérignon. Quase 14 mil euros em champanhe, para somar aos 10 mil de vinho e 78 mil da refeição: mais de 100 mil euros apenas na comida e bebida.

O parque de diversões montado pelos noivos, que incluía uma roda gigante e carrinhos de choque, deverá ter custado mais de 30 mil euros, enquanto a decoração, o palco e iluminação do espaço podem somar mais 40 mil euros.

Aos custos conhecidos, alguns deles estimados tendo em conta o espaço e o número de convidados há a somar eventualmente despesas com wedding planners, o aluguer de tendas onde foi feita a receção dos convidados e todo o mobiliário e decoração utilizados.

Além da festa, há o vestido de noiva e o fato do noivo. Já se sabe que o vestido de Pilar Rubio foi assinado pelo estilista libanês Zuhair Murad. O estilista cobra, habitualmente, até 30 mil euros pelas suas criações para noivas. Falta saber ao certo quanto terá custado o vestido de Pilar. O noivo, calcula-se que tenha optado por um fraque que pode custar entre três e cinco mil euros.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)