Rádio Observador

Acidentes e Desastres

Colisão de carro e comboio em Barcelos mata criança e avós

487

Um carro foi colhido, esta quarta-feira, por um comboio em Barcelos. O acidente provocou a morte de uma criança e dos seus dois avós. Circulação ferroviária já foi retomada.

A circulação na linha do minho já foi retomada.

MARIO CRUZ/EPA

Autores
  • Agência Lusa

Um carro foi colhido, esta quarta-feira, por um comboio em Barcelos. O acidente provocou três vítimas mortais, uma criança (que terá entre 10 e 14 anos), o avô (71 anos) e a avó (65 anos), confirmou José Simões, adjunto do comando dos bombeiros de Barcelos. A circulação no troço entre Barcelos e Tamel, na Linha do Minho, já foi retomada, garantiu fonte oficial da Infraestruturas de Portugal.

Todas as vítimas seguiam no mesmo carro. O condutor terá “desrespeitado a sinalização” da passagem de nível, afirmou fonte da GNR à Lusa. No comboio, onde seguiam o motorista e os passageiros, não houve registo de feridos. O maquinista vai ser ouvido para as autoridades de forma a apurar os contornos do acidente.

Segundo o Comandante dos Bombeiros de Barcelos ,“o que se fala é que o senhor [condutor] terá contornado as barreiras para passar a passagem de nível”, declarou à CMTV. A mesma hipótese é confirmada por populares no local, afirmando que “as barreiras estavam fechadas quando ele (o condutor do veículo ligeiro) atravessou a passagem de nível”.

Também a Infraestruturas de Estradas garante em comunicado de imprensa que o acidente ocorreu numa Passagem de Nível automatizada, equipada com sinalização luminosa e meias barreiras, que “se encontrava em pleno funcionamento no momento do acidente”.

“Acrescente-se ainda que o acesso rodoviário, a ER204, tem sinalização de alerta de aproximação de Passagem de Nível, que assegura a informação atempada aos automobilistas.”, garantiu a mesma fonte.

Contactada pelo Observador, a Comboios de Portugal (CP), operadora do comboio envolvido no acidente, afirma que a investigação está “entregue às autoridades competentes” e que “colaborará com todas as informações necessárias”.

O corpos foram retirados da viatura às 11h30 e foram transportados para o gabinete Médico-Legal de Braga, para realização de autopsias. As vítimas, de Areosa, Viana do Castelo, seguiam na estrada nacional que liga Ponte de Lima a Barcelos.

O acidente ocorreu na Linha do Norte, na freguesia de Carapeços, entre Nine e Braga. De acordo com a página de Internet da Proteção Civil, às 11h00, no local encontravam-se 26 homens apoiados por 10 viaturas.

Fonte oficial do INEM disse terem sido acionados para o local três ambulâncias de Barcelos, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Barcelos, bem como uma Unidade Móvel de Intervenção Psicológica de Emergência (UMIPE).

Infraestruturas de Portugal quer suprimir passagens de nível em Barcelos até 2023

A Infraestruturas de Portugal tem “um plano de intervenção” que prevê a supressão, até 2023, de todas as passagens de nível do concelho de Barcelos, disse esta quarta-feira fonte oficial da empresa à Lusa.

Segundo a fonte, estão em causa cerca de dezena de meia de passagens, que serão substituídas por desnivelamentos.

“O plano está a ser trabalhado em conjunto com o município”, referiu a fonte, sublinhando que o horizonte temporal de 2023 “é indicativo”, podendo haver situações que se prolonguem para lá dessa data.

A Infraestruturas de Portugal apresentou as condolências à família das vitimas.

Em atualização

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Feminismo

Liberdade p/assar /premium

Alberto Gonçalves
628

O descaramento do MDM e associações similares é infinito. Uma coisa, já de si irritante, é a sensibilidade contemporânea a matérias tão insignificantes que não ofenderiam o antigo arcebispo de Braga.

Natalidade

Como captar os votos de um jovem casal?

Ricardo Morgado

O nascimento de uma criança altera, complemente, a vida de um jovem casal. Para que tal aconteça mais vezes, é essencial que o Estado saiba responder às suas necessidades e a algumas urgências.

Toxicodependência

Fernanda Câncio, a droga não é "cool"

Henrique Pinto de Mesquita
305

Venha ao Bairro do Pinheiro Torres no Porto. Apanhamos o 204 e passamos lá uma hora. Verá que as pessoas que consomem em festivais não são bem as mesmas que estão deitadas nas ruas do Pinheiro Torres.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)