O desafio era o de recriar o célebre truque de Harry Houdini, que depois de ser acorrentado era submerso em água e tinha que se libertar sem ajuda de terceiros. Chanchal Lahiri arriscou a performance no rio Hooghly, mas não conseguiu libertar-se e voltar à superfície da água com vida. De acordo com a BBC, o corpo foi encontrado pelas autoridades indianas a cerca de um quilómetro do local onde tinha sido largado à água.

O alerta às autoridades foi dado pelo público que se juntou na margem do rio para assistir a mais um truque do indiano. Depois de 10 minutos sem sinal de Chanchal a polícia foi alertada e deram início às buscas.

O mágico, também conhecido por Mandrake, tinha admitido a Jayanta Shaw, fotógrafo de um jornal local que “caso o truque corresse mal seria uma tragédia”.

Há mais de 20 anos Mandrake já tinha sido submerso numa caixa de vidro, no rio, mas na altura conseguiu concretizar o truque e sair da água em segurança.

As autoridades locais confirmam que o mágico tinha pedido autorização para realizar um espetáculo de magia, mas não indicou que “envolvia água”.

“Ele mencionou que a atuação seria num barco ou navio, por isso demos autorização. Mencionou vagamente um extra, que não esclarecemos”, explicou a polícia local acrescentando que “está a investigar” o que aconteceu.