“Bem-vinda, LISBOA! Agora sim este bando está completo!!” Foi assim, com um emoji com uma bandeira de Portugal a rematar, que a Netflix anunciou o nome que a ex-inspetora Raquel terá ao integrar o famoso bando de La Casa de Papel na nova temporada, que estreia a 19 de julho.

Mas não só de informação pura e dura se fez a publicação do serviço de streaming nas redes sociais: a acompanhar, está um pequeno teaser com a própria personagem a atender um telefonema vindo de “Belém, Portugal” e identificado com o indicativo +351 de números portugueses.

Do outro lado está um desconhecido que se identifica como “Professor”, embora não seja o mentor do assalto à Casa da Moeda espanhola. É sim nada mais nada menos do que Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República português (interpretado por um ator, claro está), que aproveita o tempo entre “uma reunião e outra” para dar as boas-vindas a Raquel no grupo e para lhe dar conta do peso do nome que terá daqui para a frente. “Sabe que carregar este nome traz uma grande responsabilidade e uma grande história”, avisa, não sem antes se despedir da “menina e moça” Raquel, em breve tratada por Lisboa.

O vídeo humorístico serve para criar tração em torno da nova temporada, que estreia a 19 de julho, para a qual o Professor — o da série, não o português — já prometeu mais “golpes”. La Casa de Papel é uma das séries mais vistas da Netflix e é a série de língua não-inglesa mais assistida na plataforma.