Rádio Observador

Crise económica

HBOS multado em 51 milhões de euros por não dar dados ao regulador

O HBOS foi multado em 51 milhões de euros por não revelar dados pedidos devido à suspeita de se estarem a efetuar atividades fraudulentas numa das suas equipas na cidade inglesa de Reading.

Além da multa, quatro pessoas foram vetadas de trabalhar em serviços financeiros pelo envolvimento no caso

ANDY RAIN/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O Halifax Bank of Scotland (HBOS) foi multado com 45,5 milhões de libras (cerca de 51 milhões de euros) por não revelar informação sobre supostas atividades fraudulentas cometidas pela sucursal de Reading (Inglaterra), foi anunciado esta sexta-feira.

Num comunicado, a autoridade reguladora financeira britânica (Financial Conduct Authority, FCA) da City sublinhou esta sexta-feira que a entidade bancária não proporcionou os dados pedidos devido à suspeita de que se estavam a efetuar atividades fraudulentas numa das suas equipas na cidade inglesa de Reading.

“O HBOS não alertou o regulador nem a polícia sobre as suspeitas de fraude na sucursal de Reading quando essas suspeitas se tornaram aparentes”, indicou esta sexta-feira num comunicado o diretor executivo da FCA, Mark Steward.

O executivo adiantou que este tipo de suspeitas “provocaram atrasos nas investigações levadas a cabo pela FCA e pelo corpo da polícia de Thames Valley”.

Na nota, a FCA explicou que na sanção imposta à entidade bancária se tinha aplicado um desconto de 30%, que assim reduziu a multa inicial de 65 milhões de libras (cerca de 72 milhões de euros).

Além da multa, quatro pessoas foram impedidas de trabalhar em serviços financeiros pelo envolvimento no caso.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Economia

Não nos deixemos iludir /premium

Helena Garrido
279

Para que a próxima crise nos apanhe menos desprevenidos do que a anterior é preciso ser capaz de gerir a perda de poder de compra. Os alertas do FMI sobre Portugal mostram um país ainda muito frágil.

Economia

Liderança: um diálogo pai-filho /premium

José Crespo de Carvalho

Podes ter a melhor das intenções, as características pessoais que achas apropriadas ou mais valorizas, a visão e a estratégia para o exercício da liderança. Mas a cultura, se não ajudar, estás morto.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)