Já sabemos que Raquel, a ex-inspetora da polícia que investigava o grande assalto na série “Casa de Papel” da Netflix juntou-se ao novo bando liderado pelo Professor e vai ser uma das assaltantes dos roubos ‘perfeitos’ que este está a preparar. Também já sabemos que a mulher, que inicialmente fazia parte do esquema para Sergio enganar as autoridades e acabou por se envolver sentimentalmente com o mentor do projeto acabando com ele num lugar paradisíaco, se vai chamar Lisboa, ganhando assim o nome de uma cidade como todos os outros ladrões. E soubemos também nesta quinta-feira que para promover esta sua nova personagem, a Netflix Portugal decidiu fazer um vídeo em que Raquel recebe um telefonema de um outro professor… Marcelo.

Agora a empresa decidiu ir mais longe e fazer fotomontagens no seu Twitter colocando a cara de Raquel em monumentos com o do Marquês de Pombal, o do Cristo Rei ou o de D. José em cima do seu cavalo na Praça do Comércio. Uma homenagem afinal à honra que Marcelo (um ator, claro) lhe pede ao telefone para representar a capital portuguesa, na tal chamada que imita o que Marcelo (o verdadeiro) fez para o programa de Cristina Ferreira.

Mas a Netflix continua a apostar em mais promoções para Portugal. E apareceram no Twitter da empresa várias referências a Lisboa, tantas que já há quem desconfie que esta terceira parte da famosa série, que estreia a 19 de julho, possa passar mesmo pelo nosso país.

Além de Lisboa (Raquel), também já se sabe quem serão os novos assaltantes do (novo) bando.

Estocolmo mantém-se:

E vêm aí também Palermo, Marselha e Bogotá.

Só não se sabe o que vão roubar. Nem onde.